Publicidade

Azul vai investir em motores híbridos para aviação regional; CT viu de perto

Por| Editado por Jones Oliveira | 17 de Agosto de 2023 às 17h30

Link copiado!

Felipe Ribeiro/Canaltech
Felipe Ribeiro/Canaltech

A Azul anunciou que deve começar a utilizar motores híbridos-elétricos em seus aviões regionais já no ano que vem. Durante a participação da empresa na Labace 2023, na última semana, a companhia aérea deu detalhes de como será esse propulsor, mostrando, inclusive, um protótipo.

Segundo sua subsidiária de voos regionais, a Azul Conecta, esses motores serão instalados nas aeronaves Grand Caravan, fabriadas pela Cessna e que atendem trechos bem específicos operados pela empresa. O projeto é feito em parceria com a Ampaire, companhia norte-americana especializada em motorização híbrida que, inclusive, já realizou testes nos EUA com essa mesma aeronave.

O Canaltech apurou que esse motor é um V12 Pratt & Whitney PT6, que rende 674cv de potência mas que, com a ajuda do propulsor elétrico, a salta para 754cv. Além disso, a eficiência operacional é melhorada em 70%, com o custo por passageiro sendo diminuído em 25%, dependendo do trecho.

Continua após a publicidade

As baterias de íons de lítio são posicionadas na cauda da aeronave para trazer mais equilíbrio, já que o motor do Caravan é posicionado na dianteira. O alcance desse avião com o motor híbrido cai um pouco em relação ao modelo convencional, de 1.900km para pouco mais de 1.700km. Entretanto, a economia é bem maior.

Além disso, a atuação do motor elétrico se dará em momentos específicos da jornada, como o voo de cruzeiro e decolagem. Há, também, uma tecnologia de regeneração de energia para a recarga das baterias, já que ele não é um motor plug-in. Segundo a Azul, o approaching ou aproximação geram a energia suficiente com a desaceleração para que as células ganhem energia.

Continua após a publicidade

A intenção da Azul Conecta é de converter até seis GrandCaravan até o ano que vem, oferecendo o serviço com voos híbridos regulares por todo o Brasil.