Os 10 aviões comerciais mais caros do mundo

Os 10 aviões comerciais mais caros do mundo

Por Felipe Ribeiro | Editado por Jones Oliveira | 26 de Junho de 2021 às 09h00
Felipe Ribeiro/ Canaltech

Os aviões são meios de transporte altamente tecnológicos e capazes de nos levar a enormes distâncias com muito conforto e segurança. E como produtos desse nível, os gigantes que cruzam os céus pelo mundo não são nada baratos, com modelos custando mais de US$ 400 milhões.

Os preços, no entanto, não são tabelados. Isso acontece porque cada companhia aérea solicita a aeronave com uma configuração diferente. Por exemplo: um Airbus A380 pode receber até 800 passageiros se configurado para apenas uma classe — no caso, a econômica. Mas, se a empresa quiser dividi-lo nas tradicionais econômica, executiva e primeira classe, o preço sobe um pouco mais.

Mas também há outras variantes além da configuração que afetam o preço final de uma aeronave. As empresas também precisam definir o modelo de negócio e, quase sempre, fecham as quantias de maneira parcelada e com divisão futura de lucros. Outras companhias, porém, preferem a prática do leasing, quando compram a aeronave das fabricantes e repassam para as companhias aéreas que, por sua vez, pagam apenas um valor mensal e não precisam deixar o capital parado. Além disso, o processo de renovação da frota fica mais ágil.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Veja abaixo uma lista com os 10 aviões mais caros da atualidade. Vale lembrar que alguns deles não estão mais recebendo pedidos, embora as empresas ainda os fabriquem. Confira:

10. Boeing 777-200ER

O Boeing 777 é o maior avião bimotor do mundo, sempre considerado por muitos pilotos e especialistas como a melhor aeronave disponível no planeta.

Imagem: Boeing

No caso da variante 200ER (Extended Range ou Alcance estendido), o custo-benefício dá o tom, já que é o mais barato dentro da linha e com ótima autonomia, na casa dos 13 mil quilômetros, além da excelente oferta de passageiros, com modelos chegando a 550 lugares.

Preço-base por unidade: US$ 306,6 milhões.

9. Airbus A350-900

Uma das aeronaves mais modernas do mundo, o A350 é feito de fibra de carbono e polímeros, tendo capacidade para até 440 passageiros. A variante 900 foi a primeira a entrar em operação.

Preço-base por unidade: US$ 317,4 milhões.

8. Boeing 787-10

O mais eficiente Boeing em atuação na atualidade, o 787 é feito de materiais compostos e tem no consumo de combustível seu principal trunfo para conquistar os clientes.

Preço-base por unidade: US$ 338,4 milhões.

7. Airbus A350-1000

Imagem: Rafael Romer/Canaltech

A variante 1000 do A350 é o maior avião bimotor fabricado na Europa, com capacidade para 366 passageiros e autonomia de mais de 14 mil quilômetros.

Preço-base por unidade: US$ 366,5 milhões.

6. Boeing 777-300ER

Principal concorrente do A350-1000, a variante 300ER do Boeing 777 pode voar por quase 14 mil quilômetros e levar os mesmos 550 lugares que o 200ER. Além disso, esta versão do avião tem reforços na fuselagem e novos motores.

Preço-base por unidade: US$ 375,5 milhões.

5. Boeing 777-8

O 777-8 é o menor da linha 777, mas o mais moderno. Seu alcance é de 16 mil quilômetros e a oferta de passageiros pode ir até 425.

Preço-base por unidade:: US$ 410,2 milhões.

4. Boeing 747-8

Imagem: Boeing

Versão mais nova do Jumbo, o Boeing 747-8 leva menos pessoas do que o 777 (410), mas possui mais conforto e uma autonomia interessante, na casa dos 14 mil quilômetros.

Preço-base por unidade: US$ 418,4 milhões.

3. Boeing 747-8 cargueiro

A versão do 747-8 voltada para carga é um verdadeiro colosso. Seu alcance é idêntico à variante para passageiros, mas o peso máximo de decolagem é de 448 toneladas.

Preço-base por unidade: US$ 419,2 milhões.

2 - Boeing 777-9

O Boeing 777-9 tem as mesmas tecnologias presentes no 787 e no 777-8, mas com uma capacidade um pouco maior de passageiros e autonomia elevada, beirando os 17 mil quilômetros.

Preço-base por unidade: US$ 442,2 milhões.

1. Airbus A380

O Airbus A380 segue como o maior avião comercial já feito e o maior ainda em atividade. A Airbus já interrompeu suas vendas, mas segue fabricando os pedidos realizados até 2019.

Imagem: Airbus

Se configurado para apenas uma classe, ele pode levar 800 passageiros e voar por 15 mil quilômetros.

Preço-base por unidade: US$ 445,6 milhões.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.