WhatsApp remove recurso de respostas privadas apenas um dia após lançamento

Por Redação | 18 de Dezembro de 2017 às 12h35
TUDO SOBRE

WhatsApp

Um erro cotidiano parece ter atingido a equipe de desenvolvimento do WhatsApp, que se viu obrigada a remover a função de respostas privadas em grupos apenas um dia depois de sua liberação. Estranhamente, o recurso chegou de forma exclusiva para Windows Phone, algo raro para um sistema operacional que, normalmente, recebe novidades depois de todos os outros. Uma atualização liberada menos de 24 horas depois, entretanto, acabou com a festa.

Aqui, estamos falando de um recurso que já está disponível há algumas semanas nas versões Beta do app, permitindo que usuários respondam de maneira privada a uma mensagem enviada em conversas em grupo. A opção aparecia quando o dedo era segurado brevemente sobre o texto em questão, permitindo que um bate-papo direto fosse criado mesmo que o usuário não estivesse na agenda de contatos.

Após alguns dias de testes em modo Beta, a funcionalidade acabou liberada a todos os utilizadores do WhatsApp no Windows Phone. Ela, aparentemente, funcionava normalmente e sem bugs, mas acabou não permanecendo na versão, sendo removida pela empresa apenas um dia depois, com uma nova atualização que devolveu o acesso ao recurso somente aos usuários das edições preliminares do mensageiro.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A companhia não se pronunciou sobre o assunto e a grande especulação é que se trata de uma falha humana. Algum desenvolvedor da aplicação, em vez de liberar um update para os usuários de teste, acabou publicando o recurso nos servidores da versão Windows Phone, possibilitando sua utilização na versão final. Acontece mais frequentemente do que todos nós imaginamos, apesar de, raramente, tais falhas permanecerem no ar por mais do que alguns minutos, quem dirá um dia inteiro.

Ainda assim, o erro vem como uma boa notícia para os usuários de Windows Phone, pois mostra que o WhatsApp ainda está recebendo atenção dos times de desenvolvimento, ao contrário da maioria das outras aplicações para a plataforma. A empresa, que pertence ao Facebook, entretanto, não comentou sobre a liberação precoce nem disse quando o recurso deve ser liberado aos usuários fora do Beta.

Fonte: WaBetaInfo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.