Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

TikTok lança guia de prevenção a suicídio, automutilação e transtorno alimentar

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 05 de Novembro de 2021 às 17h43

Link copiado!

(Imagem: Reprodução/ Aaron Weiss/Unsplash)
(Imagem: Reprodução/ Aaron Weiss/Unsplash)
Tudo sobre TikTok

Todas as pessoas passam por momentos difíceis na vida, alguns dos quais pode ser potencializados pelas redes sociais — o Instagram está aí para comprovar isso. Muita gente acaba por desenvolver problemas psicológicos sérios que podem desencadear para questões graves, como a automutilação e até o suicídio. É para ajudar pessoas nessas condições que o TikTok decidiu introduzir guias para oferecer o conforto de saber que não estão sozinhas.

De início, é importante frisar que a rede não permite conteúdos que promovam, glorifiquem ou normalizem o suicídio, a automutilação ou os transtornos alimentares. Usuários que desejem compartilhar suas experiências pessoais como forma de conscientizar os outros podem fazê-lo, desde que o objetivo seja oferecer apoio a quem mais necessita.

Continua após a publicidade

O TIkTok disponibilizou guias de bem-estar para apoiar quem decide usar seu "lugar de fala" para ajudar quem mais necessita. O material foi desenvolvido a orientação de especialistas independentes, incluindo a International Association for Suicide Prevention, Crisis Text Line, Live For Tomorrow, Samaritans of Singapore, Samaritans (UK) e Centro de Valorização da Vida (CVV). Os conteúdos oferecem dicas para ajudar usuários do TikTok a se envolverem de forma responsável com quem possa estar num momento difícil ou em perigo de vida.

A plataforma já havia oferecido recursos, no início do ano, para quem passava por distúrbios alimentares. Desde então, quando alguém pesquisa sobre termos relacionados a esse delicado assunto é direcionado para páginas com dicas e suporte, com ferramentas sugeridas e direcionamentos apropriados. A rede social adicionou, ainda, anúncios de serviço público permanentes (PSAs) em certas hashtags, como #whatIeatinaday, para aumentar a conscientização e fornecer suporte para nossa comunidade.

Você não está sozinho!

Neste momento, a ideia é expandir isso para temáticas relacionadas a mutilação corporal e danos mais graves. Quando alguém pesquisar por palavras, frases ou hashtags como #suicidio, será direcionado para recursos de suporte local, como o CVV aqui do Brasil. A instituição é hoje a maior referência do assunto em terras brasileiras e conduz ações constantes para evitar a morte de pessoas, como o Setembro Amarelo.

Continua após a publicidade

O CVV tem aproximadamente 110 postos e cerca de 3,4 mil voluntários que se revezam para o atendimento 24 horas por dia, nos 365 dias do ano, inclusive domingos e feriados. Esse atendimento é prestado por telefone 188, grátis para todo o Brasil, por e-mail, via chat ou pessoalmente nos postos.

A rede social lembra que os guias são meramente informativos e jamais devem substituir uma consulta com psicólogos e médicos. Em caso de preocupação com alguma pessoa ou sentimentos ruins no seu corpo, o ideal é entrar em contato com profissionais qualificados para tirar dúvidas e prescrever o tratamento adequado.

Fonte: TikTok