Tchau, Office 365: Microsoft muda nome de suite de apps em nova atualização

Por Rafael Arbulu | 31 de Março de 2020 às 09h30
Tudo sobre

Microsoft

Saiba tudo sobre Microsoft

Ver mais

A Microsoft anunciou em seu blog oficial uma mudança que pode confundir a cabeça de alguns usuários: O “Office 365” deixa de existir oficialmente de dá lugar ao “Microsoft 365”, um tipo de oferta que inclui… o Office (???).

Calma que o Canaltech explica: o “Microsoft 365” será uma oferta adquirível por assinatura mensal, disponibilizada em dois planos. O pessoal, que traz licença para uma pessoa, ficará em US$ 6,99 (cerca de R$ 35, mas considere que isso é apenas uma conversão cambial e não o preço final em nossa moeda), enquanto o plano “Home” trará até seis licenças, para uso familiar, a US$ 9,99 (cerca de R$ 50). “Licenças do quê”, você pergunta: ora, licença do Office.

Em outras palavras, a suíte de aplicações de escritório que já conhecemos — Word, Powerpoint, Excel etc. — segue dentro de um só nome (o “Office”), enquanto o Office em si é oferecido dentro da linha Microsoft 365, que, segundo a empresa, deverá incorporar outras funções ao longo do ano.

Tais funções devem aparecer nos próximos meses e incluem o Microsoft Editor (um mecanismo de inteligência artificial que consegue editar materiais no Word, navegação de internet via Microsoft Edge ou compor/editar e-mails no Outlook). Além disso, o Powerpoint ganhará o que vem sendo chamado de “modo coaching”, um tipo diferente de apresentação de slides, além de funções de monitoramento e atualização de finanças pessoais e suporte à integração com dados bancários para o Excel.

Também incluídos no Microsoft 365 estão o aplicativo “Family Safety”, que funciona de forma similar ao “Find My” da Apple, ou seja, permite o compartilhamento de tela e de localização entre vários dispositivos sincronizados; e funções adicionais (não detalhadas) para o app de gestão de equipes de trabalho Microsoft Teams.

Segundo a empresa, os planos para o Microsoft 365 começam a valer a partir de 21 de abril de 2020. Usuários que já sejam assinantes do modelo atual (Office 365) poderão fazer o upgrade gratuito. Se este não for o seu caso, clique aqui para comprar o novo Microsoft 365!

Fonte: Microsoft

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.