Spotify lança nova função de criar playlists...para seus pets

Por Rafael Arbulu | 15 de Janeiro de 2020 às 13h40
(Captura de Imagem: Rafael Arbulu/Canaltech)
Tudo sobre

Spotify

Saiba tudo sobre Spotify

Ver mais

Se você já olhou para o seu gato ou cão e, imediatamente, pensou que uma determinada música combinaria facilmente com ele, então não está sozinho: o serviço de streaming de músicas sueco Spotify anunciou hoje uma novidade que, basicamente, consiste de montar uma ou mais playlists para que você e seu pet possam curtir juntos.

A funcionalidade é customizada em dois pilares: o primeiro é uma série de três perguntas relacionadas ao seu animal de estimação (atualmente, apenas cinco animais estão contemplados: cães, gatos, iguanas, hamsters e pássaros): se ele é relaxado ou agitado, amigável ou tímido e, finalmente, se ele é curioso ou apatético. Depois disso, o Spotify traçará um perfil dele, comparando-o com o seu histórico de músicas ouvidas, elaborando uma playlist que, supostamente, vocês dois poderão curtir juntos.

Slogans de marketing à parte, o próprio Spotify reconhece que isso não tem lá muito fundamento, mas que ouviu especialistas no comportamento animal para criar a nova ferramenta: “Ainda que ‘músicas para pets’ não seja uma ciência exata, nós consultamos experts na indústria animal para criar a melhor aproximação para o que deve funcionar para nossos animais”. A empresa também aproveita para ressaltar a transparência do projeto, assegurando a proteção dos dados dos usuários: “Nós usamos apenas as informações que você nos fornece para criar a playlist do seu pet. Esses dados não são armazenados nem usados para nenhum outro propósito”.

(Captura de Imagem: Rafael Arbulu/Canaltech)

A novidade vem como uma espécie de abertura de ano para o Spotify, que saiu de 2019 com muitos motivos para sorrir: de acordo com um levantamento conduzido pela MIDia Research, a plataforma sueca tornou-se, no ano passado, a principal ferramenta para usuários ouvintes de podcasts, superando o rival Apple Podcasts, com um crescimento de 23% para ouvintes mensais e 29% para ouvintes semanais.

Entretanto, é válido citar que, devido ao esforço contínuo em promover o Apple Music, alguns dos programas e ouvintes de podcasts tenham migrado para a plataforma musical da empresa de Cupertino, então os números finais podem variar.

No que tange à base de usuários, o Spotify alega um crescimento duas vezes mais veloz do que o do oponente: 113 milhões de ouvintes pagantes de uma assinatura premium estão com a plataforma sueca, ao passo que “apenas” 60 milhões ingressaram ao serviço musical da Apple.

Fonte: MacRumors; Motley Fool; Spotify

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.