Pinterest Lens já registra 600 milhões de pesquisas visuais mensais nos EUA

Por Redação | 08 de Fevereiro de 2018 às 17h41
Tudo sobre

Pinterest

Lançado há um ano nos Estados Unidos, o Lens é um recurso do Pinterest que faz algo similar ao serviço homônimo do Google: equipado com inteligência artificial, ele identifica objetos e exibe informações a seu respeito quando o usuário aponta a câmera do celular para onde deseja. E, agora, já estão rolando 600 milhões de visualizações pelo Lens mensalmente no país.

Além de identificar do que se trata o objeto, o Lens do Pinterest também pode sugerir em que lojas o usuário pode comprar algo igual ou similar, ou, ainda, dar dicas de decoração usando aquele objeto, além de receitas, caso o objeto em questão seja uma fruta ou ingrediente de cozinha.

Segundo a companhia, atualmente, os usuários são duas vezes mais propensos a usar o Lens do que eram há seis meses, mostrando que a ferramenta está se tornando popular. As pesquisas visuais feitas pela funcionalidade cresceram em 140% no ano, com tatuagens e óculos de sol sendo citados como itens mais populares nas pesquisas do Lens. Mas gatos, vestidos de casamento, plantas e cabelos também fazem sucesso.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

E a celebração da adoção do Lens chega com uma novidade: a partir de agora, as buscas de fotos no recurso podem ser combinadas com pesquisas de texto, mas somente no app para iOS. Com a novidade, os usuários podem combinar termos em sua pesquisa, como, por exemplo, "moda de inverno" ao apontar a câmera para uma roupa específica. Isso é possível pois "o Lens entende mais de cinco vezes a quantidade de coisas, incluindo centenas de ingredientes de receitas, milhares de estilos de roupas e inúmeros objetos que você pode encontrar em sua casa", explicou o Pinterest.

Agora, para nós brasileiros, resta esperar que o Pinterest Lens seja mesmo um sucesso, a ponto de o recurso ser expandido internacionalmente, chegando ao nosso país também.

Fonte: VentureBeat

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.