Novo design do Meet é lançado, mas Google alerta para bugs

Novo design do Meet é lançado, mas Google alerta para bugs

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 26 de Maio de 2021 às 22h20
Matheus Bigogno/Canaltech

O Google comunicou, no mês passado, que uma nova interface do Google Meet seria lançada para Chromebooks e sistemas operacionais de desktop. Agora, a empresa anunciou que essa nova aparência começa a desembarcar, ainda que com alguns pequenos problemas.

A parte visual do novo Meet foi criada para recepcionar reuniões maiores e permitir a exibição de mais pessoas de modo simultâneo. Ele também possibilita que o usuário redimensione as telas para que mais pessoas sejam exibidas, em vez da opção atual de mostrar tudo ou nada.

O novo layout traz opções gráficas reformuladas (Imagem: Divulgação/Google)

Essa é a parte boa das introduções, mas é necessário ressaltar as falhas elencadas pelos próprios desenvolvedores. Isso pode ajudá-lo a decidir se vale ou não a pena migrar para a nova interface.

Bugs e pequenas falhas visuais

A primeira delas é um possível comportamento inesperado dessa nova tela, com blocos de vídeo ausentes ou legendas cortadas, o que pode ser causado devido ao uso de extensões do Meet de terceiros.

O contorno azul que aparece em torno da janela de um participante que está falando, novidade desta nova versão, pode ocasionalmente aparecer em alguém que não esteja com a palavra no momento. Essa é apenas uma correção visual que deve ser resolvida rapidamente.

Outro erro é um “efeito de espelhamento” durante o compartilhamento da tela, com tudo invertido na exibição. Para solucionar isso de forma temporária, o Google recomenda o uso do recurso de compartilhar apenas a guia em vez de dividir a tela ou a janela inteira.

Mais espaço para as pessoas aparecem nas reuniões e outras melhorias são recursos do novo Google Meet (Imagem: Divulgação/Google)

Usuários do Windows podem ter problemas de oscilação de vídeo e áudio durante uma apresentação, mas isso pode ser facilmente corrigido com apenas uma reinicialização do Chrome — o Google não fala nada sobre outros navegadores, por isso é bom usar a opção dela para não ter mais falhas.

Meet em ascensão

Como dá para notar, são problemas bem pontuais e que não chegam a impactar tanto na experiência do usuário no Meet. Qualquer pessoa que quiser experimentar esse novo visual deve conseguir sem grandes traumas.

Já para quem se arrependeu da atualização, o Google vai liberar uma opção de reverter para a versão anterior até o dia 10 de junho (se as correções saírem antes, será desnecessário). Até o momento, segundo a companhia, apenas 1% dos usuários implementaram a nova aparência do app de videoconferência.

Você já experimentou o novo visual? O que achou das alterações propostas? Deixe seu relato nos comentários a seguir.

Fonte: Android Central

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.