Instagram desmente rumor de que está limitando alcance das postagens

Por Rafael Rodrigues da Silva | 24 de Janeiro de 2019 às 09h07
Tudo sobre

Instagram

Saiba tudo sobre Instagram

Ver mais

Desde o ano passado, um post viral tem sido bastante compartilhado entre os usuários do Instagram alegando que um novo algoritmo da rede social só estava mostrando as publicações para 7% dos seus seguidores. O alerta vem acompanhado de um pedido as pessoas curtirem o post e comentarem “sim” nele para aumentar o “ranking” do perfil e fazer com que a publicação alcançasse um número maior de pessoas.

Ainda que a postagem original seja de janeiro de 2018, a publicação voltou a ganhar tração nas últimas semanas, o que obrigou o Instagram a se posicionar oficialmente sobre o fato e desmentir o boato.

Postagem viral no Instagram que acusa a rede de não mostrar as publicações para todos os usuários (Captura: Rafael Rodrigues/Canaltech)

Usando sua conta oficial no Twitter, a empresa explicou que os feeds do Instagram não seguem a mesma regra do Facebook, que não mostra todos os posts de todos os amigos e páginas que o usuário segue. O que acontece é que o algoritmo da empresa dá uma relevância maior para aquelas contas que o usuário costuma interagir mais (seja curtindo ou comentando nas fotos) e que por isso é normal no topo da timeline aparecer várias publicações do mesmo usuário. Contudo, se que você continuar navegando pelo app irá encontrar também as publicações daquelas pessoas que você segue, mas pouco interage.

Após a explicação, diversos usuários responderam ao tweet da empresa afirmando que preferiam que o app disponibilizasse um feed em ordem cronológica das postagens e não que ficasse tentando adivinhar quais conteúdos eles iriam curtir mais.

Então, ainda que todo o papo de 7% tenha sido inventado, a publicação viral não é de todo mentirosa, já que curtir e comentar nela aumenta, sim, as chances de o conteúdo aparecer no topo da timeline de um número maior de usuários, o que serve para explicar também o porquê ela acabou se tornando viral.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.