O que é o Happn?

O que é o Happn?

Por Kris Gaiato | Editado por Guadalupe Carniel | 06 de Julho de 2022 às 16h25
Montagem: Caio Carvalho/Canaltech

Se você possui alguma familiaridade com aplicativos de relacionamento, possivelmente já ouviu falar no Happn ou se perguntou o que é e como funciona. Depois do sucesso astronômico do Tinder, concorrentes ganharam parte dos holofotes. Esse é só mais um caso. O Happn, no entanto, tem uma proposta distinta na hora de gerar conexões que merece a sua atenção.

Enquanto o Tinder mostra pessoas próximas com base no raio escolhido, o Happn permite encontrar usuários que frequentam os mesmos lugares que você ou que cruzaram o seu caminho recentemente. Esse recurso, embora não seja inovador, é bastante útil. Curiosamente, ele existe até mesmo no Telegram, sob a proposta de encontrar novos amigos.

Ainda que não seja possível realizar buscas específicas no aplicativo, você pode usar estratégias para encontrar seu crush. Desde que você saiba aproximadamente o horário e o local em que cruzou o caminho da pessoa, é possível percorrer sua linha do tempo para localizá-la. Claro que, para isso, ela precisa ser cadastrada na plataforma e, no momento do “encontro”, ambos estarem com o GPS ligado.

Happn: uma atualização da paquera à moda antiga

A ideia surgiu de Fabien Cohen, Didier Rappaport e Antony Cohen, criadores do aplicativo. Como você já deve imaginar, desde o início o foco é facilitar a conexão entre quem compartilha de uma rotina semelhante — uma saída menos drástica para aqueles que preferem a paquera à moda antiga.

Apesar disso, seria interessante se o Happn ampliasse a proposta do Tinder. Assim, o usuário poderia optar entre conhecer pessoas a partir da distância programada ou dos lugares em comum. Infelizmente, a plataforma se limita à última opção. Portanto, se você tem interesse em explorar outras cidades, estados e até mesmo países, o Happn não é o lugar certo.

Se você já se perguntou o que é Happn ou como funciona o app, saiba que ele possui o mesmo objetivo do Tinder (Captura: Kris Gaiato)

O que chama a atenção no Happn?

Claro que o aplicativo não se sustenta apenas na sua estratégia de conectar pessoas. Além disso, há outros recursos que tornam a plataforma interessante:

  • Além da curtida, você pode enviar um “Oi” (a chamada “FlashNote”) para usuários sugeridos. Na prática, a pessoa receberá a sua mensagem e notará o seu interesse mesmo que ainda não tenha te curtido. No Tinder só é possível iniciar uma conversa depois do match;
  • O app mostra quem está próximo de você de verdade. Na tela inicial, perfis a menos de 250m de distância são sinalizados com o termo “Agora”. Para proteger a privacidade dos usuários, não é exibida a localização exata;
  • É possível deixar o seu perfil invisível e, com o Happn Premium, programar a sua invisibilidade;
  • Usuários podem filtrar as sugestões com base nas preferências e informações de cada perfil, como o tipo de relação que o usuário procura ou a sua opinião sobre cigarro.

Ainda que tenha uma proposta mais amigável, o Happn não possui campanhas como o Tinder. Além do icônico Swipe Night: Killer Weekend, uma espécie de seriado criado pelo app, a plataforma conta com a página “Explorar”. Nela, é possível entrar em diferentes modos para encontrar usuários com interesses parecidos. As sugestões incluem desde fãs de esporte àqueles que buscam uma companhia para um café.

A verdade é que, numa disputa entre os dois aplicativos, não há um vencedor. Tudo depende do que você procura e, mais importante, como você prefere se conectar com as pessoas. E, claro, se essas plataformas não se alinharem às suas expectativas, existem outras inúmeras alternativas disponíveis para você.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.