Google Play Store remove 145 apps que continham malware para PCs

Por Ares Saturno | 07 de Agosto de 2018 às 10h03

A Google removeu nesta segunda-feira (6) 145 aplicativos da Play Store. A justificativa é que eles ofereciam riscos aos usuários de PCs com Windows.

A descoberta foi feita pela Palo Alto Networks e reportada à Google. Segundo a Gigante das Buscas, de fato os aplicativos tinham arquivos executáveis maliciosos e estavam disponíveis para download desde outubro e novembro de 2017.

Os malwares são inofensivos para os dispositivos que rodam Android, mas podem causar danos às máquinas que operam com o Windows. Dentre os aplicativos banidos, alguns contavam com mais de mil downloads e avaliações positivas.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Keyloggers foram encontrados na maior parte dos apps excluídos, sendo utilizados para espionar usuários registrando as teclas acionadas para ganhar acesso a senhas, números de cartão de crédito, entre outros dados pessoais. Os arquivos desse tipo também tentam camuflar seus nomes para que pareçam legítimos, como “Android.exe”, “my music.exe”, “COPY_DOKKEP.exe”, “js.exe”, “gallery.exe”, “images.exe”, “msn.exe” e “css.exe”.

O relatório da Palo Alto Networks traz a listagem completa dos aplicativos que apresentavam risco, além de trazer informações sobre como se proteger das ameaças.

Fonte: BGR

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.