Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Google Fotos vai deixar você mudar o período de limpeza da lixeira

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 25 de Abril de 2024 às 13h00

Link copiado!

Rubaitul Azad/Unsplash
Rubaitul Azad/Unsplash

Um código encontrado em construção no aplicativo Google Fotos para Android indica que as pessoas poderão em breve alterar o período de exclusão de itens na lixeira. Atualmente, os arquivos deletados ficam 60 dias nessa pasta até serem definitivamente removidos do app. Como alternativa, também é possível esvaziar manualmente a lixeira.

A mudança na programação do aplicativo de fotos deve permitir a alteração dessa configuração padrão sobre os arquivos excluídos e definir perídoos distintos para a remoção definitiva dos itens. Por enquanto não há informações se esses prazos serão predefinidos pela plataforma, nem se os períodos serão maiores e/ou menores dos 60 dias atuais.

Validade na lixeira do Google Fotos

Continua após a publicidade

O código que indica a possibilidade de variação da “validade” na lixeira do Google Fotos foi encontrado pela equipe do site PiunikaWeb. A proposta pode oferecer maior controle para as pessoas sobre o funcionamento do aplicativo, especialmente na ação de limpeza de imagens armazenadas.

A lixeira do app serve para manter os arquivos salvos antes da exclusão permanente —o que é bastante útil em caso de remoções acidentais ou se você reconsiderar a decisão em relação a algum item.

Até o momento, o Google não se pronunciou oficialmente sobre essa configuração e não definiu uma janela de lançamento para o público.

Outros recursos em desenvolvimento

Em paralelo, outros recursos aparecem em desenvolvimento no Google Fotos. A companhia prepara uma nova interface para a aba de “Recordações” — com um visual mais limpo e menos elementos na tela — e uma ferramenta para “ocultar a bagunça” e esconder memes e GIFs da tela principal.

Além disso, o Google Fotos informou que vai liberar as ferramentas de edição com IA para todos, sem necessidade de assinatura, a partir do dia 15 de maio.

Fonte: Piunika Web