Estudo mostra que iFood é o aplicativo de entregas mais usado do Brasil

Por Rafael Rodrigues da Silva | 24 de Junho de 2019 às 23h10
Tudo sobre

iFood

Saiba tudo sobre iFood

Ver mais

Uma das principais melhorias provocadas pelo advento dos smartphones e da internet foi no aumento das formas de se pedir comida sem precisar levantar do sofá. Não muito tempo atrás, pedir comida via delivery exigia ter uma gaveta forrada de folhetos e menus em miniatura de seus restaurantes favoritos, seguida de pelo menos 5 tentativas de ligar ao local e ser finalmente atendido — para no fim pedir sempre a mesma coisa.

Se abria algum lugar novo na cidade, demorávamos meses para descobrir, e o único critério de avaliação que possuíamos era a nossa opinião e a de nossos vizinhos, parentes e amigos, então muitas vezes passamos a vida pedindo uma pizza cara que nem era tão boa assim simplesmente porque não tínhamos como saber que, no bairro do lado, existia uma pizzaria melhor e mais barata.

Todos esses problemas acabaram com a criação dos apps de entregas, onde é possível ver uma lista com diversos restaurantes da cidade, acessar todas as opções de menus, comparar preços, ficar por dentro dos novos restaurantes e verificar a avaliação dos clientes do local para saber se realmente vale a pena ou não sair da rotina e experimentar algo novo.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Hoje, existem diversos desses apps de entregas atuando em praticamente todas as grandes cidades do Brasil — e, assim como com o tempo descobrimos nosso restaurante favorito, os usuários também possuem o seu app de entregas favorito. E, de acordo com uma pesquisa efetuada pela empresa de inteligência em negócios SEMrush, o aplicativo de delivery preferido do Brasil tem “comida” no nome: o iFood.

O estudo, que analisou as pesquisas sobre o app nos buscadores Bing, Google e Yahoo entre os anos de 2016 e 2019, revelou que o iFood é mesmo o “queridinho” dos consumidores na hora das refeições, e em 2019 registrou uma média de 1,2 milhões de pesquisas mensais pelo app — o dobro do que o aplicativo tinha em 2016, o primeiro período analisado pelo estudo.

Apesar da grande liderança do iFood, outros aplicativos também cresceram bastante no período, como o Uber Eats, que ficou em segundo lugar no ranking com uma média de 246 mil pesquisas mensais — um crescimento de 2300% em relação a 2016. Mas o maior crescimento disparado entre essas startups foi o do Rappi, o único desses aplicativos que não é exclusivo para refeições e faz entrega de praticamente qualquer produto. Isso porque, em 2016, a empresa tinha uma média de apenas 197 pesquisas mensais nos buscadores, e em 2019 essa média é de 183 mil pesquisas mensais — o que coloca o Rappi como o terceiro aplicativo mais usado com um crescimento assustador de 92700%.

O “Top 5” de aplicativos de entrega no Brasil é fechado pela Loggi, que ocupa o quarto lugar com 90,5 mil pesquisas mensais (crescimento de 140% em relação à 2016) e pelo Eu Entrego, com 3,2 mil pesquisas mensais (crescimento de 14%).

Esse números são explicados pelo fato de o Brasil ser um dos países com maior crescimento no setor de delivery de alimentos no mundo, e os apps deste tipo aumentaram o número de usuários em 20% no último ano — bem acima da média mundial de 12%. Em 2018, o setor de delivery via app faturou mais de R$ 10 bilhões, e espera-se que esse faturamento deva ser ainda maior em 2019.

Fonte: Exame

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.