Qual é o melhor: OneDrive, Google Drive ou Dropbox?

Qual é o melhor: OneDrive, Google Drive ou Dropbox?

Por Kris Gaiato | 11 de Março de 2022 às 16h55
(Imagem: Kris Gaiato)

É provável que você já conheça os principais serviços de armazenamento em nuvem. Mas, afinal, qual é o melhor? OneDrive, Google Drive e Dropbox competem diretamente, cada um com seus prós e contras. E, como em toda briga de gigantes, sempre tem um que se destaca.

Nessa análise são considerados diversos fatores, como recursos, compatibilidade, espaço de armazenamento, ferramentas de colaboração, além do preço dos planos pagos. Antes de prosseguir, é importante esclarecer que cada serviço possui suas particularidades. Logo, a melhor opção para o usuário dependerá também das suas necessidades.

OneDrive

Serviço de armazenamento em nuvem da Microsoft, o OneDrive funciona muito bem com outros aplicativos e sistemas da empresa — o que, naturalmente, inclui o próprio Windows e soluções populares como o Teams. Como parte do Microsoft 365, essa é uma solução interessante para usuários que já possuem o pacote.

A partir dessa facilidade, usuários podem editar documentos simultaneamente. A opção de compartilhamento, aliás, opera sem tropeços. Além de mostrar os acessos no documento e mudanças em tempo real, as edições são salvas automaticamente no OneDrive. O serviço também é vinculado ao Skype, o que facilita a exibição de documentos salvos.

A interface do OneDrive é, de todas, uma das mais ultrapassadas (Captura: Kris Gaiato)

Ainda que a integração seja um ponto forte, não há o que se falar sobre aplicativos de terceiros. A opção, quando existe, é limitada à versão corporativa do serviço. Como se isso não bastasse, a integração costuma partir dos próprios apps de terceiros — semelhante ao que ocorre no Google Drive e no Dropbox.

Quanto à interface, o OneDrive não oferece a melhor experiência de todas. A aparência ultrapassada do serviço, sobretudo na versão para PC, pode afastar alguns usuários de primeira. Ainda que esse seja um problema notável, ele não supera o bom funcionamento do serviço.

O armazenamento é de apenas 5 GB no plano gratuito. Se o usuário quiser mais espaço, ele tem três opções de planos por assinatura:

  • OneDrive individual: inclui acesso ao OneDrive e 100 GB por R$ 9,00;
  • Microsoft 364 Personal: inclui todos os aplicativos do ecossistema por R$ 359,00 anuais;
  • Microsoft 364 Family: segue a mesma lógica da opção anterior, mas com 6 TB para até seis pessoas. O custo é de R$ 449,00 ao ano.

Dropbox

Essa é a única opção da lista que não possui um sistema amplo de aplicativos. Por essa razão, aqui não existe a facilidade de criar um documento e, automaticamente, salvá-lo na nuvem. Isso ocorre, por exemplo, com a ferramenta Documentos do Google Drive e o Microsoft Word no OneDrive. Ainda que o Dropbox tenha alguns programas nativos, eles servem a funções diferentes.

Para alguns, isso é um forte ponto negativo. Mas não se engane: o Dropbox se destaca justamente pela sua ferramenta de colaboração. O sistema de armazenamento, inclusive, funciona muito bem com arquivos dos seus concorrentes.

Além disso, alternar entre documentos é uma tarefa simples: o usuário pode passear facilmente entre arquivos do Microsoft e do Google. Mas, para que o sistema opere corretamente, o e-mail cadastrado em cada serviço deve ser um só.

O Dropbox apresenta uma interface mais enxuta, mas não impresisona (Captura: Kris Gaiato)

Quanto à integração com aplicativos externos, o Dropbox oferece diversas opções através da sua loja exclusiva. Nela, é possível soluções que vão desde plataformas como Trello, passam pelo Canva e chegam ao AutoCAD. Além disso, o serviço apresenta uma interface funcional, mas que não impressiona.

No plano gratuito, o usuário recebe míseros 2 GB de armazenamento. Logo, se você quiser usar o serviço, é quase mandatório assinar algum plano pago. Infelizmente, os preços não são nada amigávei.

  • Pacote Plus: plano individual de 2.000 GB por US$ 11,99 mensais;
  • Pacote Family: plano para até 6 usuários de 2.000 GB por US$ 19,99 mensais;
  • Pacote Profissional: individual de 3.000 GB por US$ 19,99 mensais;
  • Pacote Profissional Standard: para equipe com mais de 3 integrantes de 5.000 GB por US$ 15 por usuário;
  • Pacote Profissional Advanced: para equipes a partir de 3 pessoas com armazenamento ilimitado. Essa opção custa U$ 25 por usuário.

Google Drive

O Google Drive talvez seja a opção mais fluída e simples de toda a lista. Naturalmente, ele é integrado a outros apps do ecossistema do Google (aqui, ferramentas do Workspace também entram para a dança). Se você usa o Gmail, ficará satisfeito em saber que é possível anexar arquivos diretamente da nuvem.

A integração do serviço é excelente em diversos aspectos. Felizmente, isso inclui apps de terceiros. Em razão disso, a solução sai na frente do OneDrive e até mesmo do Dropbox, que possui opções menos populares em sua loja particular.

O recurso de colaboração do Google Drive compete bem com os demais. O usuário consegue visualizar quem está no documento, as modificações em tempo real e o histórico de alterações feitas no arquivo. Quando parte do Google Workspace, o serviço tem um desempenho ampliado e permite que colaboradores editem arquivos através de outros apps do ecossistema.

O Google Drive é o serviço com a interface mais intuitiva e funcional do trio (Captura: Kris Gaiato)

Com uma interface limpa e intuitiva, o Google Drive também chama a atenção pelo armazenamento gratuito que oferece: incríveis 15 GB e, para e-mails corporativos, o dobro de espaço. Os planos pagos não oferecem quantidades assustadoras de espaço livre, como o Dropbox. Da mesma forma, os valores também não espantam o usuário.

  • Plano Básico: são 100 GB para uma única pessoa por apenas R$ 6,99 mensais;
  • Plano Padrão: é oferecido o dobro de espaço por R$ 9,99 mensais;
  • Plano Premium: 2 TB de armazenamento sob o custo de R$ 34,99 por mês.

Afinal, OneDrive, Google Drive ou Dropbox?

Infelizmente, a resposta para essa pergunta é a mais clássica possível: depende de quem está contratando. Se você busca um armazenamento mais robusto para uso pessoal, o Google Drive é o mais adequado. Essa também é a resposta correta se você quer unir eficácia e economia. No trio, o serviço possui os valores iniciais mais baixos.

Para uso empresarial, o OneDrive e o Dropbox parecem mais adequados devido às soluções corporativas. O Dropbox, aliás, é perfeito para quem não deseja se preocupar com espaço, já que oferece um plano com armazenamento ilimitado.

O serviço da Microsoft também funciona para quem gosta do ecossistema de aplicativos da empresa. Afinal, ao assinar os pacotes mais amplos, o usuário tem acesso às principais soluções de uma só vez. Ainda que os valores pareçam altos, o Onedrive é o único disponível em lojas como o Magalu com preços mais baixos do que no site oficial.

Fonte: Cliudwards

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.