5 dicas para manter o controle de um grupo no WhatsApp

5 dicas para manter o controle de um grupo no WhatsApp

Por André Lourenti Magalhães | Editado por Bruno Salutes | 25 de Janeiro de 2022 às 22h10
Diego Cervo/Unsplash

Não é tarefa fácil administrar um grupo de WhatsApp. Os problemas são variados: brigas, mensagens que fogem do assunto principal, participantes que não seguem as regras, entre tantos outros empecilhos.

Se você recebeu a responsabilidade de manter o controle de um grupo no WhatsApp (Android | iOS | Web), não se desespere: algumas dicas e recursos nativos do próprio aplicativo podem te ajudar a estabelecer limites e evitar dores de cabeça. Para isso, o Canaltech separou algumas alternativas. Confira e saiba como gerenciar bem um grupo no WhatsApp!

1. Altere as permissões para editar dados no grupo

Por configuração padrão do WhatsApp, qualquer participante pode alterar livremente os dados do grupo. Isso inclui, por exemplo, mudar a foto, nome e a descrição do espaço. Para evitar um descontrole maior, é possível limitar essas edições apenas para administradores.

Altere as configurações do grupo de WhatsApp (Captura de tela: André Magalhães)

Nesse caso, abra o grupo e acesse a tela com todos os detalhes. Toque em “Configurações do grupo” e, em seguida, “Editar dados do grupo”. Marque a opção “Admins” para confirmar.

2. Crie regras para o grupo

O campo de descrição do grupo no WhatsApp é uma boa solução para criar e publicar uma lista de regras de convivência. Nesse espaço, você poderá inserir informações importantes e de fácil acesso para todas as pessoas participantes, evitando que precisem navegar entre o histórico de mensagens para encontrá-las.

Regras podem facilitar a convivência no grupo (Captura de tela: André Magalhães)

Quando alguém entra em um grupo, o WhatsApp exibe uma janela suspensa com a descrição. Dessa forma, ainda que muitas pessoas não leiam todo o conteúdo, há a possibilidade de manter as regras registradas em algum lugar.

3. Limite o envio de mensagens apenas para administradores

Essa é uma medida mais drástica, porém pode ser muito útil em grupos de WhatsApp voltados para avisos. Na tela de configurações, é possível determinar que apenas administradores possam enviar mensagens, enquanto os outros participantes apenas conseguem ler os comunicados.

Grupo de WhatsApp pode ser configurado para apenas receber mensagens de administradores (Captura de tela: André Magalhães)

Por um lado, isso reduz a oportunidade de conversas no grupo e, caso existam dúvidas, é provável que as pessoas enviem mensagens privadas para você. Por outro, é uma maneira eficaz de enviar comunicados de forma direta e para todas as pessoas necessárias.

4. Adicione novos administradores

A vida do “Admin” não é fácil. Muitas vezes, uma única pessoa não tem a disponibilidade de acompanhar o grupo durante o dia todo e tomar decisões importantes sobre a convivência entre as pessoas. Nesse caso, vale a pena dividir o cargo com outras pessoas.

Dê funções de administração para outras pessoas (Captura de tela: André Magalhães)

Na tela de configurações do grupo, você também pode gerenciar a lista de administradores. É recomendável escolher pessoas de confiança e com horários diferentes, para que sempre alguém possa acompanhar as movimentações nas conversas.

5. Crie um link de convite ao grupo de WhatsApp

Caso muitas pessoas precisem entrar no grupo, você não precisa salvar cada um à sua lista de contatos e depois adicionar os perfis. Uma solução rápida e prática envolve criar um link de convite. Dessa forma, você pode compartilhar em outras conversas ou até mesmo como QR Code.

Link de convite facilita a entrada no grupo (Captura de tela: André Magalhães)

Quando uma pessoa acessa o link, encontra a descrição e a lista de participantes. Administradores também podem redefinir e criar um novo link, caso muitas pessoas desconhecidas entrem através desse método.

Fonte: WhatsApp (1, 2, 3)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.