Dados de usuários do Tinder, Happn e Badoo podem ter sido comprometidos

Por Redação | 25 de Outubro de 2017 às 10h08

De acordo com um grupo de pesquisadores da Kaspersky Lab, empresa especializada em segurança digital com filial na Rússia, os dados pessoais dos usuários de aplicativos como Tinder, Badoo e Happn podem ter sido comprometidos, o que se configura um risco considerável na segurança de quem utiliza esses apps.

Os pesquisadores encontraram falhas que permitiram o acesso a fotos, quais perfis o usuário visitou, localização exata e até as mensagens trocadas dentro dos aplicativos. A Kaspersky Lab realizou testes em diversos sistemas operacionais, incluindo versões para os sistemas móveis da Google (Android) e da Apple (iOS). Os resultados dos testes serão enviados ao departamento responsável pela segurança de cada aplicativo, com a finalidade de eliminar as falhas e aumentar a segurança dos usuários.

Apesar de não ser revelado o processo utilizado para testar a segurança dos aplicativos de relacionamento, os pesquisadores apresentaram uma lista de todos os apps que foram submetidos aos testes. São eles: Tinder, Bumble, Ok Cupid, Badoo, Mamba, Zoosk, Happn, WeChat e Paktor. No caso do Tinder e do Happn, foram obtidas informações sobre a profissão atual e o nível de escolaridade em 60% dos perfis submetidos aos testes. Os especialistas garantiram que o acesso a essas informações não foi dificultoso e que os aplicativos Mamba, Happn, WeChat e Zoosk revelam facilmente a localização dos usuários com precisão.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

As versões dos aplicativos para Android são as que contam com maior risco, visto que os pesquisadores conseguiram maior êxito em obter informações sensíveis de usuários do robô verde. Por meio de acesso root, os especialistas conseguiram informações de segurança do Facebook, que é utilizado para login no Tinder, Bumble, OK Cupid, Badoo, Happn e Paktor. Em um teste mais invasivo, o grupo da Kaspersky conseguiu acessar, na versão Android dos aplicativos Tinder, Paktor e Bumble, e na versão iOS do Badoo, fotos do perfil que cada usuário clicou e informações de login, o que permite que possam ser enviadas mensagens em contas premium.

Como recomendação aos usuários, a Kaspersky indica que evitem o uso de Wi-Fi público e instalem um antivírus no smartphone. Apesar de a empresa de segurança prometer enviar as informações para que os aplicativos possam realizar as correções, não existe previsão para que as modificações sejam realizadas.

Fonte: Mashable

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.