Como usar o botão Pesquisar do WhatsApp para checar notícias

Por André Lourenti Magalhães | 06 de Agosto de 2020 às 21h45
Alfredo Rivera/Pixabay
Tudo sobre

WhatsApp

Saiba tudo sobre WhatsApp

Ver mais

O WhatsApp (Android | iOS) liberou em sua versão mais recente um botão de pesquisa para auxiliar na checagem de notícias. Esse recurso acompanha as mensagens foram encaminhadas múltiplas vezes, marcadas com um selo específico no app, e redireciona para uma página de busca no Google com o conteúdo da mensagem.

A opção de pesquisa é mais uma tentativa do aplicativo de mensagens para combater o envio de notícias falsas. As mensagens frequentemente encaminhadas são um alvo pela facilidade e compartilhamentos em massa entre usuários - por conta disso, o WhatsApp só permite o envio para um contato de cada vez. Com o novo recurso, é possível ter uma opção a mais para verificar a veracidade do conteúdo.

WhatsApp: como usar o botão pesquisar para checar notícias

Passo 1: ao receber uma mensagem encaminhada, verifique se possui um ícone com duas setas. Isso significa que é um conteúdo encaminhado com frequência. Com o WhatsApp atualizado, essa mensagem é acompanhada de um ícone de lupa. Pressione-o para prosseguir;

Mensagem encaminhada várias vezes e o ícone de pesquisa em destaque (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

Passo 2: uma caixa de aviso será exibida para confirmar a busca. Selecione "Pesquisar na internet";

Procure pela informação no Google (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

Passo 3: em seguida, o navegador será aberto com o conteúdo no campo de busca do Google. Verifique os resultados para confirmar se diferentes fontes afirmam se a notícia é verdadeira ou não.

Confira os resultados da pesquisa (Imagem: André Magalhães/Captura de tela)

Dicas para identificar notícias falsas no Google

Ao pesquisar pelo conteúdo no Google, alguns direcionamentos podem ajudar a identificar se trata-se ou não de uma notícia falsa. Primeiramente, verifique os sites que aparecem entre os principais resultados e confirme se são confiáveis. Atente-se, também, para a data em que a notícia foi publicada: é comum que conteúdos antigos sejam compartilhados e possam estar desatualizados ou fora de contexto.

Outro fator importante é a quantidade de resultados: uma matéria com pouco conteúdo relacionado pode levantar dúvidas sobre a veracidade. Por fim, no caso de notícias falsas, existem sites especializados na checagem de conteúdo, e são exibidos pelo mecanismo de pesquisa.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.