App do Google testa uma nova posição para a barra de busca

App do Google testa uma nova posição para a barra de busca

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 01 de Dezembro de 2021 às 10h01
Brett Jordan/Unsplash

O Google parece testar, mais uma vez, o uso da barra de pesquisa na parte inferior da tela no app de busca para Android. Essa seria a segunda vez que a empresa experimenta essa interface, deixando-o campo de buscas mais acessível para quem usa o celular com uma mão só.

A primeira vez que o Google experimentou esse modelo foi no launcher nativo do Pixel 2, modelo lançado em outubro de 2017. Contudo, até então, a nova posição não se tornou padrão em todo o ecossistema da companhia, já que no aplicativo de busca (o app Google) a barra continuou posicionada na parte de cima do display, logo abaixo do Doodle do dia.

A barra de pesquisas na parte inferior da tela lota a área de botões e ícones, mas é mais acessível em celulares maiores (Imagem: Reprodução/9to5Google)

Quando habilitada na nova versão, a barra de pesquisas aparece na parte de baixo da tela assim que o app é aberto. Durante uma pesquisa, ela some quando o usuário arrasta para cima para dar mais espaço ao conteúdo encontrado, mas logo reaparece se o usuário volta ao topo da página.

O restante do aplicativo segue inalterado, com resultados exibidos em cartões com imagens e botões de navegação entre seções na parte inferior. O Doodle do Google, a previsão do tempo e o avatar do perfil continuam no topo da página.

Intuitivo, mas mais bagunçado

Em termos de usabilidade, a novidade é facilita consideravelmente o uso do app Google em celulares com tela grande. Uma barra de pesquisa mais próxima do polegar evita “malabarismos” com a mão para acessar funções importantes.

Contudo, o novo modelo também causa estranheza: a parte de baixo da tela fica extremamente lotada de botões e opções, algo que pode incomodar os usuários mais atenciosos.

Aparentemente, a alteração na barra de pesquisa é parte de um teste bastante limitado do Google — no esquema de liberação aleatória nos servidores. Não há como habilitar manualmente a nova posição de pesquisa, mas deixar o app Google atualizado na Play Store pode ajudar.

Nada garante que essa mudança será definitiva, tampouco que o Google liberará para mais pessoas no formato encontrado. Por agora, resta aguardar mais relatos e informações.

Fonte: 9to5Google

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.