App de oração bate 1 milhão de downloads no Brasil durante a pandemia

App de oração bate 1 milhão de downloads no Brasil durante a pandemia

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 12 de Agosto de 2021 às 10h45
Divulgação/Glorify

O aplicativo de orações coletivas Glorify atingiu a expressiva marca de um milhão de usuários desde que chegou ao Brasil, há cerca de oito meses. A ferramenta conta com mensagens motivacionais, passagens bíblicas, reflexões religiosas, meditações guiadas e músicas religiosas e, segundo seus desenvolvedores, tem como objetivo reunir pessoas que compartilham da fé cristã para organizarem grupos de oração, conversar sobre temáticas religiosas e tentar manter a saúde mental em alta.

Segundo os desenvolvedores, já são mais de 600 conteúdos exclusivos e uma média de 30 novos toda semana. Para isso, eles contam com uma equipe de 20 colaboradores trabalhando por aqui, focados em adaptar conteúdos lá de fora para o público local. Essa quantidade de atualizações constante tem atraído pessoas interessadas em acompanhar as novidades e já resultou em 80 mil pedidos de orações.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Como forma de celebrar o sucesso no país, o Glorify lançou uma causa social e promete doar R$ 1 para instituições de caridade a cada novo download do aplicativo. A campanha "Glorify Solidário" conta com personalidades para ajudar na divulgação, como a atriz Karina Bacchi (idealizadora e embaixadora oficial), o apresentador Yudi Tamashiro e o cantor César Menotti.

O aplicativo está disponível gratuitamente para iOS e Android e garante não fazer distinção entre os diversos grupos cristãos (católicos, evangélicos ou outras correntes). O programa foi criado em 2019 pelos empreendedores britânicos Henry Costa e Ed Beccle, mas seu crescimento se deu a partir de 2020, com a maior busca pela religiosidade motivada pela pandemia da COVID-19 e pelo isolamento social.

Fé online

Nesta semana, o Facebook lançou uma ferramenta semelhante que permite aos usuários realizarem pedidos de oração na rede social. A ideia é permitir a formação de grupos de oração, valendo-se da imensa base de usuários já instalada, e assim fortalecer o uso da plataforma por líderes religiosos. Muitas igrejas também investiram em aplicações, lives e eventos via internet, afinal, com o distanciamento social, templos religiosos foram os primeiros locais a serem fechados.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.