Além do TikTok, Índia bane mais 49 apps chineses e analisa outros 275 nomes

Por Ramon de Souza | 27 de Julho de 2020 às 23h15
Reprodução

O governo indiano não está para brincadeira. Quase um mês após banir 59 aplicativos chineses do país (incluindo o polêmico TikTok), as autoridades locais acabam de expulsar mais 49 softwares para dispositivos móveis — e já prepara uma lista maior para o futuro.

Segundo o India Today, esses 49 apps são, na verdade, versões falsificadas ou alternativas para as ferramentas barradas anteriormente, incluindo títulos como “Tiktok Lite, Helo Lite, SHAREit Lite, BIGO LIVE Lite e VFY Lite”.

Punit Agarwal, do Partido do Povo Indiano, confirmou a notícia em seu Twitter e garantiu que pelo menos mais 275 outros nomes estão sendo analisados para um bloqueio futuro, incluindo o famoso battle royale PlayerUnknown's Battlegrounds (PUBG). O game, embora tenha sido desenvolvido por norte-americanos, é gerenciado pela gigante chinesa Tencent.

Outro “alvo” da Índia é o serviço de streaming Resso, administrado pela ByteDance, subsidiária do TikTok. É importante ressaltar que, em junho, o bloqueio massivo foi justificado pelo governo local como uma necessidade de garantir a “soberania de dados”.

A Índia não é o único país a fechar o cerco contra softwares asiáticos. O Paquistão também emitiu recentemente um “aviso final” contra o TikTok, acusando-o de hospedar “conteúdos imorais” e ameaçando retirá-lo das lojas de aplicativos do país. Os EUA também planejam fazer o mesmo, alegando que o app em questão simboliza “riscos à segurança nacional”.

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.