Como desativar o Windows Defender

O Windows Defender está embutido no sistema da Microsoft há algumas versões, sendo “bom o suficiente” para um bom público. Afinal, é incorporado dentro do próprio Windows, ponto que muitos consideram positivo tanto por conveniência quanto por estar integrado ao sistema. Isso significa que o Windows 10 já conta com (alguma) proteção logo após a sua instalação, mas muitos preferem utilizar um antivírus especializado.

Quem já instalou um antivírus externo provavelmente já se perguntou “será que o Windows Defender ainda está funcionando?”. Ou “ele desativa sozinho?” ou ainda “tem problema ter dois antivírus rodando ao mesmo tempo?”. Vamos responder essas perguntas utilizando cenários.

Novo antivírus

Quando instalamos um novo antivírus, o Windows 10 reconhece, sim, que há outra solução presente e já fica automaticamente desativado. Ele aparece na bandeja de sistema e ainda pode ser configurado por um motivo: ele é uma suíte de segurança, não apenas um antivírus. Ou seja, se você instalar apenas um antivírus, os outros sistemas ficarão ativos (caso do firewall). Basicamente, os sistemas ausentes na solução instalada continuam funcionando no Defender.

A recíproca é verdadeira: se você desinstalar o antivírus, o Windows Defender entrará em funcionamento automaticamente. Mas sabemos que o Windows Defender entra em ação automaticamente em outros casos também, não é?

Reinício automático

Sim, o Windows Defender “volta” quando o desativamos, mas isso acontece quando não há outra forma de proteção. Algumas (raras) aplicações apresentam problemas quando são instaladas com o antivírus ativo (sabem do que estamos falando, não?), por isso ele oferece a opção de desativação temporária. Mas, sim, ele volta depois de um tempo.

Configurações --> Atualização e Segurança --> Segurança do Windows --> Abrir Segurança do Windows --> Proteção conta vírus e ameaças --> Gerenciar configurações

Isso pode ser resolvido desinstalando-o, correto? O Windows Defender não pode ser “desinstalado”, já que faz parte do Windows 10. Sabe os apps pré-instalados do Android que podem ser apenas desativados? É a mesma coisa. É possível desativá-lo, mas com métodos muito mais obscuros. Como? Através do registro do sistema.

Desativando o Windows Defender

Não recomendamos o procedimento a seguir, já que ele pode deixar o seu Windows 10 realmente vulnerável, mas vamos lá. Em primeiro lugar, faça backup de tudo. Em seguida, abra o Editor de Registro (Menu Iniciar - “regedit” - Enter) e navegue até a chave:

  • HKEY_LOCAL_MACHINE/SOFTWARE/Microsoft/Security Center/Feature

Clique com o botão direito do mouse → Novo → Valor DWORD (32-bits) com o nome “DisableAvCheck” (sem as as aspas) e dê Enter.

Agora selecione essa chave recém-criada e mude o valor de 0 para 1. O Windows Defender ficará desativado assim que você reiniciar a máquina. Para ativá-lo, basta mudar o valor da chave de 1 para 0.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.