Google libera segunda prévia do Android 11; saiba o que mudou

Por Diego Sousa | 18 de Março de 2020 às 16h14
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

Quase um mês depois de liberar a primeira versão de testes do Android 11, conhecida entre os desenvolvedores como a “versão Alpha”, o Google disponibilizou hoje (18) a segunda prévia do sistema operacional. Veja o que mudou a seguir.

Android 11 Preview 2: o que há de novo?

Por se tratar se uma versão beta para desenvolvedores, os novos recursos técnicos não são voltados diretamente para o usuário final, mas há algumas novidades que podem agradar os gamers de plantão e entusiastas do sistema.

Detecção da rede 5G para aplicativos: o Android 11 vai permitir que os aplicativos saibam quando você estiver conectado a uma rede 5G. Assim, eles poderão usar tais informações para oferecer uma taxa de bits mais alta para fazer um download, por exemplo, ou sincronizar seu smartphone com mais frequência;

Suporte para dispositivos dobráveis: se antecipando aos dispositivos dobráveis, uma nova API do Android 11 fará com que os aplicativos possam se adaptar ao ângulo da dobradiça. O sistema funcionará de forma similar ao Flex Mode, apresentado no Galaxy Z Flip, que permite assistir vídeos e acessar partes de um aplicativo na tela em diferentes ângulos;

Google lançou hoje a segunda versão de testes pro Android 11 (Foto: Reprodução)

Seleção aprimorada de chamadas: há novas APIs para fornecer aos aplicativos relacionados uma seleção mais aprimorada de chamadas para identificar e impedir ligações automáticas, etc. Agora esses aplicativos poderão relatar um motivo de rejeição de chamada;

Nova tela pós-chamada: ainda no setor de chamadas, os usuários terão uma nova interface pós-chamada para realizar algumas ações e a verificação da lista de contatos;

Suporte a taxas de atualização variáveis: o Android 11 finalmente terá suporte a taxas de atualização variáveis, para que os desenvolvedores possam definir uma taxa de quadros para cada aplicação;

Privacidade melhorada: agora o Android 11 terá mais restrições na câmera e no microfone dos smartphones, além de um gerenciamento de armazenamento mais seguro;

Continuar após a reinicialização: após uma atualização, seu celular poderá começar a receber mensagens rapidamente. Atualmente, é preciso inserir login e senha para liberar o sistema.

Suporte de câmera no Android Emulator: agora você pode simular dispositivos de câmera com emulação frontal e traseira no PC.

Somente para desenvolvedores

Vale lembrar que esta versão serve apenas para desenvolvedores e não está disponível via OTA (sem fio). Quem quiser testar, precisará baixar e atualizar manualmente os dispositivos suportados - ou seja, requer certo conhecimento de root. Até o momento, são eles: Pixel 2, Pixel 3, Pixel 3a e Pixel 4.

Fonte: Google Developers

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.