Google desmancha o maior esquema de fraudes com apps do Android já descoberto

Por Rafael Rodrigues da Silva | 25 de Outubro de 2018 às 21h10
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

Uma investigação recente feita pelo BuzzFeed News revelou que um grupo de cibercriminosos estava utilizando 125 aplicativos de Android para manter o maior esquema de fraude de propaganda já registrado.

O esquema foi executado por uma empresa chamada We Purchase Apps, que comprou 125 aplicativos reais desenvolvidos para o Android por pequenas companhias ou desenvolvedores autônomos, a maior parte deles joguinhos genéricos e aplicativos de utilidades, como VPNs.

Depois de comprados, a empresa modificou as informações dos aplicativos na base da Google, mudando o endereço dos desenvolvedores para localidades na Bulgária, Chipre e Rússia, além de transferir a propriedade sobre eles para empresas de fachada em países como Chipre, Malta, Ilhas Virgens Britânicas, Croácia e Bulgária.

A empresa então passou a investigar qual era o comportamento dos usuários destes aplicativos, descobrindo padrões de uso em cada um deles. De posse dessa informação, a empresa criou bots que replicavam o comportamento padrão de uso de aplicativo desses usuários reais.

Apesar de a maior parte da base de usuários desses aplicativos ser constituída de bots, todos eles ainda se encontravam presentes na Play Store e podiam ser baixados por qualquer pessoa, o que dava a impressão para a Google de que eles estavam passando por crescimento orgânico, e não que se tratava de um esquema fraudulento.

Como todos esses apps possuíam propagandas, os bots criados pela empresa serviam para gerar receita, num esquema de fraude que gerou aos criminosos um valor de quase U$ 10 milhões com anúncios.

Assim que o esquema foi descoberto, o BuzzFeed News alertou a Google, que rapidamente iniciou a remoção dos aplicativos fraudulentos de sua loja. A empresa ainda agradeceu publicamente o site em uma postagem em seu blog, e aproveitou para reforçar o papel da imprensa e de seus usuários no combate à fraude digital.

Fonte: Tech Radar

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.