Para que serve a tecla Scroll Lock?

Para que serve a tecla Scroll Lock?

Por Caio Carvalho | Editado por Guadalupe Carniel | 18 de Setembro de 2021 às 21h00
Raychan/Unsplash

Eu já tive uns 20 teclados diferentes ao longo da última década, e confesso que dificilmente usava teclas além das principais. Tanto é que, durante a pandemia de covid-19, comprei um daqueles teclados menores, com apenas 60% do tamanho de um modelo convencional. Isso me levou a me perguntar: quando foi que a gente precisava de tantas teclas?

Um dos maiores exemplos disso é o Scroll Lock, uma tecla presente desde as primeiras versões dos teclados de computadores modernos, mais especificamente os modelos da IBM, lançados na década de 1980. De lá para cá, a tecla persiste na grande maioria dos teclados atuais, com direito a um espaço único e uma luz dedicada somente à ela.

Se você já tentou usá-la enquanto faz alguma tarefa no PC e viu que não acontecia nada, você não esta sozinho. Muitos teclados recentes, inclusive, já não possuem mais a tecla. Então, para que serve o Scroll Lock? Ainda tem alguma utilidade? É o que vamos responder.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Direto do túnel do tempo

Os antigos teclados da IBM deram o pontapé inicial na tecla Scroll Lock (Imagem: Idly3/Creative Commons)

Na tradução livre, “Scroll Lock” pode ser interpretado como “trava/bloqueio de rolagem”. E esse é o objetivo principal da tecla desde sua concepção, quando os primeiros teclados originais para computadores da IBM chegaram ao mercado nos anos 1980. Curiosamente, a própria IBM não definiu muito bem para que servia o Scroll Lock, definindo-a como uma “tecla inativa”. Isso causou confusão nas fabricantes de teclado, com muitas delas passando a incluir a tecla em seus modelos sem saber para o que ela funcionava.

Para que serve o Scroll Lock?

Como dito anteriormente, o objetivo da tecla Scroll Lock é bloquear todas as técnicas de rolagem em uma página. Só que, no design original dos teclados da IBM, a intenção era modificar o funcionamento das teclas de direção no teclado.

E tem tudo a ver com os mouses daquela época, que não eram tão simples de serem utilizados. Mover o cursor durante a digitação era quase uma tarefa de campo de guerra e, por este motivo, as teclas de seta tinham um papel fundamental para tornar a rolagem menos complicada no computador.

O Scroll Lock foi lançado como um facilitador desses processos. Ao ser ativada, apertar as teclas de direção fazia com que a tela rolasse para cima ou para baixo. Quando desativado, o Scroll Lock fazia com que o cursor se movesse pela tela, também ao pressionar os botões de direção no teclado. As duas funções não poderiam ser usadas ao mesmo tempo, o que significa que, ao ativar o Scroll Lock, você só conseguia rolar a tela sem movimentar o cursor.

Como saber quando o Scroll Lock está ativado?

Geralmente, a tecla Scroll Lock tem uma luz LED dedicada para indicar quando a função está ativa. Mas não são todos os modelos de teclado que possuem essa característica (Imagem: in_future/Creative Commons)

Em teclados externos (ou seja, que estão separados do PC ou notebook), o Scroll Lock costuma ficar mais para o lado direito, ao lado das teclas de comando F e acima de botões como “Insert”, “Home” e “Page Up”. Também pode ser facilmente identificado por meio de uma luz LED que se acende ou apaga no teclado, do mesmo jeito que acontece ao apertar a tecla Caps Lock.

Notebooks mais compactos não possuem essa luz indicadora do Scroll Lock. Neste caso, você precisará fazer um teste manual: aperte a tecla e tente rolar a página pressionando as setas no teclado. Se funcionar, é porque a tecla está ativada. Se não acontecer nada, a tecla está inativa.

Outra coisa importante: muitos notebooks recentes não nomeiam mais o Scroll Lock dessa maneira por extenso. Pode ser que você veja a tecla “ScrLk”, que nada mais é do que uma abreviação para a tecla, mantendo as mesmas funções.

Ainda faz sentido usar o Scroll Lock?

Não é difícil encontrar teclados convencionais, sejam eles embutidos no notebook ou periféricos separados, que já não contam mais com a tecla Scroll Lock. Afinal, há anos seu propósito pode ser realizado por um mouse ou TouchPad, e de uma maneira bem mais fácil.

Por outro lado, alguns utilitários ainda podem fazer um uso inteligente do Scroll Lock. É o caso do Microsoft Excel: ao ativar a tecla, o cursor do mouse faz com que a página inteira suba, desça ou se movimente nas laterais — o cursor ainda fica travado, como no conceito original. Ao desativar o Scroll Lock, o cursor se move para a direção em que as teclas de setas forem pressionadas.

Entre os programas que ainda utilizam o Scroll Lock estão o IBM Lotus Notes, Forté Agent, Image-Line, FL Studio, LibreOffice Calc, Renoise e Microsoft Project.

Alguns poucos programas encontraram novos meios de uso da tecla Scroll Lock (Imagem: Luis Villafranca/Unsplash)

O Scroll Lock também passou a ser uma tecla programável, podendo adotar usos diferentes dependendo do programa ou do seu sistema operacional. No Linux, por exemplo, muitos desenvolvedores costumam usar o Scroll Lock para bloquear ou desbloquear inputs no console Linux, permitindo que o usuário leia mensagens de rolagem rápida que poderiam ser perdidas. Há ainda casos em que a tecla é usada para gerenciar diagnósticos de bugs e apurar erros de sistema no Windows NT.

Enfim, são algumas possibilidades que estão dando uma boa sobrevida ao uso da tecla Scroll Lock. Para o dia a dia de usuários comuns, pode ser que ela não tenha mais tanta vantagem assim, já que os mesmos comandos básicos podem ser feitos por um mouse. Contudo, se você gosta de testar coisas novas (que neste caso, convenhamos, não é tão nova assim), o Scroll Lock pode ser uma alternativa interessante e simples para ativar no seu teclado.

Fonte: WikipediabringITParaQueServe101

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.