Mito ou verdade? Desativar alguns serviços do Windows melhora o desempenho do PC

Por Sérgio Oliveira

O Windows é o sistema operacional mais popular de todo o mundo e os números estão aí para provar. E é justamente por toda essa popularidade que o sistema é cercado por mitos que se perpetuaram ao longo de toda sua história, fazendo-se presentes até os dias atuais.

Um deles diz respeito aos serviços que rodam em segundo plano no software da Microsoft. Afinal de contas, será mesmo que todos esses serviços são necessários ou desabilitar alguns deles ajudaria a melhorar o desempenho do computador? É sobre isso que falaremos no artigo de hoje.

Desativar alguns Serviços poupa memória e melhora o desempenho do PC?

Não raramente encontramos vários sites internet afora que recomendam a desativação de alguns serviços do Windows a fim de garantir uma melhor performance da máquina.

A ideia por trás disso é que serviços desnecessários ocupam uma quantidade significativa de memória RAM, além de devorar o poder de processamento da máquina e impactar significativamente na inicialização do sistema. Nesse caso, quanto menos serviços iniciarem com o sistema, mais recursos estarão à disposição do computador e mais rápido ele funcionará.

Apesar de essa explicação ter um tanto de lógica, é preciso dizer que isso fazia sentido há alguns anos quando a realidade nos apresentava computadores equipados com 128 MB de RAM, disco rígido de algumas dezenas de GB e processadores que dificilmente passavam da casa dos 1 GHz de clock. Naquela época, fazia sentido querer mexer aqui e acolá para garantir a maior quantidade de memória RAM livre possível.

Como você deve saber, essa realidade já está há pelo menos 15 anos no passado e os computadores modernos contam com configurações monstruosas, que fazem nos preocupar menos com ajustes e melhorias como outrora nos acostumamos. Também contribui para isso as facilidades oferecidas pelas versões mais modernas do Windows, que possibilitam ajustar quais programas iniciam junto com o sistema operacional numa interface simples, objetiva e intuitiva.

A partir do Gerenciador de Tarefas você pode definir quais programas devem iniciar juntamente com o Windows ou não. Para isso, basta clicar com o botão direito do mouse sobre cada um deles e marcar escolher a opção

A partir do Gerenciador de Tarefas você pode definir quais programas devem iniciar juntamente com o Windows ou não. Para isso, basta clicar com o botão direito do mouse sobre cada um deles e marcar escolher a opção "Desabilitar" (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Portanto, é correto afirmar que desabilitar algumas dezenas de serviços não terá o mesmo impacto sobre o desempenho do seu computador como ocorria uma década e meia atrás. Logo, é correto afirmar que, atualmente, isso não passa de um mito.

E quanto à segurança?

Além do argumento de ganho de desempenho, alguns usuários alegam que desativar serviços como "Registro Remoto" e "Windows Remote Management" ajuda a melhorar o quesito segurança do computador - mesmo que ambos já venham desativados por padrão no Windows.

Nesse quesito, é importante salientar que os serviços relacionados ao gerenciamento e controle remoto do computador geralmente vêm ativados em versões corporativas do sistema e são configurados por administradores de rede. Portanto, a não ser que você tenha mexido em algo que não devia, nenhum serviço que eventualmente possa abrir uma brecha de segurança estará habilitado na instalação doméstica do seu sistema operacional.

Porém, como em toda regra há uma exceção, vale a pena fazer algumas verificações caso o seu Windows seja de alguma versão profissional ou correlata. Nesses casos, pode ser que no momento da instalação do sistema você tenha optado acidentalmente pela instalação de recursos como o Serviços de Informações da Internet, um servidor web que é executado em segundo plano e que, se não for devidamente configurado, pode expor sua máquina a indivíduos mal-intencionados.

Para realizar essa verificação, acesse o painel de "Programas e Recursos" e clique na opção "Ativar ou desativar recursos do Windows" na lista à esquerda da janela.

Verifique se serviços como o Informações da Internet estão ativados e os desabilite. A não ser que você seja desenvolvedor web e saiba o que está fazendo, ter algo desse tipo habilitado pode expor seu computador

Verifique se serviços como o Informações da Internet estão ativados e os desabilite. A não ser que você seja desenvolvedor web e saiba o que está fazendo, ter algo desse tipo habilitado pode expor seu computador (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

O outro lado da moeda

Agora que sabemos que essa história de desativar alguns serviços no Windows pode ajudar a melhorar o desempenho do PC é um mito, podemos conversar sobre os problemas que eventualmente surgem quando alguém os desativa indiscriminadamente.

No melhor dos cenários, desabilitar um serviço não afetará o funcionamento do seu computador, mas não são raros os casos em que o sistema, ou parte dele, para de funcionar completamente. É algo que ocorre, por exemplo, quando desabilitamos o "Áudio do Windows", que acaba dizimando o funcionamento de todo o sistema de som do computador. Já o "Windows Installer" é invocado sempre que um novo programa será instalado no computador; logo, desabilitá-lo impedirá que qualquer pacote .MSI seja executado no sistema. Já o serviço "Plug and Play" é o responsável por detectar quando conectamos qualquer hardware e periférico à máquina e instalar o driver apropriado para cada um deles.

Como você deve imaginar, a desativação desses e outros serviços cruciais para o Windows compromete o correto funcionamento do computador, que passa a apresentar falhas e travamentos que acabaram por formar uma parte da "fama" do sistema da Microsoft sem que isso seja necessariamente culpa da empresa.

Não se incomode

Finalmente, diante disso tudo, o conselho que fica é este: não se incomode com os serviços do Windows, pois o sistema é inteligente e regula o funcionamento deles automaticamente.

Basta seguir até o painel de Serviços do Windows 10 para perceber que muitos deles estão com sua inicialização marcadas como "Manual (Início do Gatilho)". Isso significa que esses processos não inicializam com o sistema, tampouco afetam o desempenho da máquina e só são executados quando são requisitados. Além desse tipo de inicialização, há várias outros que explicamos a seguir:

  • Automático: o Windows executa o serviço no momento da inicialização do sistema;
  • Automático (Início com atraso): o serviço é inicializado somente após o Windows sinalizar que todo o processo de boot foi concluído, o que geralmente ocorre cerca de dois minutos após o início automático do último serviço da lista;
  • Manual: o serviço não é ativado na inicialização. Ao invés disso, é o usuário quem determina o momento da execução a partir do painel de Serviços;
  • Manual (Início do Gatilho): o serviço não é inicializado com o boot do sistema. Ao invés disso, o recurso é automaticamente ativado quando há uma requisição a ele;
  • Desativado: serviços desativados jamais iniciarão. É uma opção utilizada por administradores de sistemas que querem restringir algumas funcionalidades específicas do Windows e do PC.

Explore a lista apresentada do painel de Serviços e perceba que a maioria deles está configurado de maneira coerente, muito provavelmente sem você nunca ter tido de intervir acolá. É o caso, por exemplo, do "Áudio do Windows", que está definido como "Automático" porque você certamente quer ouvir alguma espécie de som assim que o computador ligar. Já a "Central de Segurança" só entra em ação alguns instantes após a conclusão do boot do computador, de maneira a não impactar tanto no desempenho da máquina. Já o "Serviço de Sensor" está definido para "Manual (Início do Gatilho)" porque ele só é necessário quando você precisa monitorar algum sensor específico do computador, como o acelerômetro. Finalmente, o "Fax" e o "Registro Remoto" estão setados como "Manual" e "Desativado", respectivamente, porque é provável que você jamais tenha de utilizá-los.

O painel de Serviços exibe a lista de todos os serviços instalados no seu computador e que podem ser executados em segundo plano. Perceba que cada um tem um tipo de inicialização definido

O painel de Serviços exibe a lista de todos os serviços instalados no seu computador e que podem ser executados em segundo plano. Perceba que cada um tem um tipo de inicialização definido (Imagem: Captura de tela / Sergio Oliveira)

Esses exemplos deixam bastante claro que o Windows já lida com os serviços muito bem, sem que você tenha de interferir ou se incomodar com isso. E mesmo que você acredite que realmente precisa se livrar de um serviço e outro, dificilmente o esforço se traduzirá em ganho de desempenho suficiente para justificar o tempo despendido nisso.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.