Falha que atualização do Windows 10 visa arrumar já havia sido corrigida em 2019

Por Claudio Yuge | 19 de Fevereiro de 2020 às 21h20

A Microsoft lançou recentemente mais uma atualização crítica para o Windows 10, o release KB4524244, com o principal objetivo de corrigir um problema de segurança envolvendo o software Rescue Disk, da Karspersky. Acontece que a empresa de segurança afirma já ter resolvido a vulnerabilidade em agosto do ano passado — e, “pasmem”, o update vem causando problemas na inicialização do sistema.

Tudo bem que a Kaspersky disponibilizou uma ferramenta criada justamente para proteger as máquinas com uma brecha “de fábrica” — tudo o que alguém que confia em um utilitário para defender seu computador não quer. Mas a companhia logo admitiu o erro e, em seguida, já consertou o problema. Então, o provável é que tenha havido falta de comunicação entre as companhias e, como todo mundo sabe, a Microsoft tem atrasado bastante a distribuição de suas diversas correções.

Imagem: Reprodução/Kaspersky

De acordo com site Softpedia, “a Microsoft não procurou a Kaspersky sobre o problema de atualização" e "após uma análise interna detalhada, nossos especialistas concluíram que os produtos Kaspersky não foram a causa desse problema”. Ou seja, a gigante de Redmond parece mesmo ter pisado na bola.

Essa é mais uma das dezenas de casos em que um update do Windows 10 acaba tendo que receber outra atualização para remendar o que não deu certo. A expectativa é de que, com a chegada de Panos Panay, que chefiava a divisão Surface e agora comanda a equipe do sistema operacional, esses contratempos diminuam.

Fonte: TechRadar  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.