Unboxing 48 / 86 vídeos

Xiaomi Mi 9: primeiras impressões do smartphone com Snapdragon 855

15:38 | Por Wellington Arruda | 29 de Março de 2019
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Xiaomi Mi 9

Ficha técnica

O Xiaomi Mi 9 foi anunciado oficialmente no Mobile World Congress 2019 e já está disponível para compra em alguns mercados. Ele segue como sucessor do Mi 8, trazendo como diferenciais novas tecnologias e um sistema de câmeras aprimorado, mas também há melhorias no hardware.

Ele tem peso aproximado de 173 gramas, corpo em vidro (Gorilla Glass 5 na traseira e 6 na frontal) com cantos arredondados e alumínio na moldura. A cor do modelo que nós pegamos para testes é o Piano Black, embora existam outras (Ocean Blue e Lavender Violet) com efeitos de “reflexo metalizado”.

O novo aparelho da Xiaomi tem porta USB-C, traz um botão dedicado para o Google Assistente, mas deixa de fora a entrada P2 para fones de ouvido e também o slot para cartão MicroSD. Sendo assim, você vai precisar escolher bem a quantidade de memória e o modelo do dispositivo. Este aqui que nós pegamos tem 128 GB de espaço interno.

Ainda internamente, o Mi 9 traz o recente Snapdragon 855 (7nm - 22.84 GHz), da Qualcomm, que vem acompanhado de 6 GB de RAM. Ele tem recursos como o MI Turbo, que reduz o tempo de abertura dos aplicativos, além do GAME Turbo, que traz melhorias para jogos, como ferramentas extras e otimizações de performance e de precisão no toque da tela.

Na frontal, o Mi 9 traz um display AMOLED da Samsung de 6,39” FHD+ (2340 x 1080) com suporte a HDR. Ela tem aquele notch/entalhe em forma de gota para abrigar a câmera frontal, além de um leitor biométrico integrado. A fabricante garante que o sensor seja 25% mais rápido em relação ao Mi 8.

Agora, chegando nas câmeras, a Xiaomi trouxe um conjunto com três sensores. O principal* (Sony IMX586) tem 48 MP (f/1.75), o secundário** (Samsung S5K3M5) é telefoto (zoom óptico de 2X) de 12 MP (f/2.2), e o terceiro*** (Sony IMX481) tem 16 MP (f/2.2) que serve para fazer fotos com maior ângulo de captura.

Nenhuma das câmeras tem estabilização óptica de imagem, é importante ressaltar isto. Ah, e claro, a câmera de 48 MP “renderiza” as imagens (ou as exporta) com 12 MP, tratando-se da interpolarização natural do sensor. Logo, elas não são reproduzidas com exatos 48 MP.

Ele também traz recursos de AI, com capacidade de reconhecer até 30 cenas. Além disso, o Mi 9 grava em Full HD e 4K com 30fps ou 60fps. Na frontal, a câmera é de 20 MP (f/2.0) e faz fotos com HDR.

A bateria do celular tem ainda 3.300 mAh, com suporte ao carregamento por indução de 20W. Por cabo, o carregamento pode suportar até 27W – o carregador que vem na caixa tem 18W. Ele ainda conta com Bluetooth 5.0 e NFC.

Como este foi o nosso primeiro contato com o Mi 9, ainda vamos realizar testes de desempenho, usabilidade, câmeras e muito mais até o fechamento da análise. Sendo assim, se você tem alguma dúvida sobre o smartphone, é só dar um toque aqui nos comentários.

Gostou desse vídeo?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Ofertas Xiaomi Mi 9