Top Tech 3 / 30 vídeos

6 tecnologias para conversarmos com os ETs [Top Tech]

05:49 | Por Patrícia Gnipper | 15 de Novembro de 2017

Ok, a gente ainda não tem nenhuma confirmação científica de que os ETs existem. Mas existe até uma equação matemática (a Equação de Drake) para calcular aproximadamente quantas civilizações tecnologicamente inteligentes devem existir no espaço afora, já que é altamente improvável que a vida tenha se desenvolvido somente aqui na Terra. Talvez o problema seja que a gente ainda não tenha criado uma forma eficiente de fazer contato com eles, mesmo à distância.

Então, considerando as nossas possibilidades atuais, quais tecnologias poderiam ser usadas para fazermos contato com nossos amigos (ou talvez nem tão amigos assim) alienígenas?

Ondas de rádio

Algo que já vem sendo feito desde os anos 1960 é a busca por meio de inúmeros radiotelescópios gigantescos que fazem parte do projeto SETI. Os astrônomos direcionam os equipamentos para setores específicos do espaço em busca de sinais de rádio que não são emitidos naturalmente por fenômenos naturais – ou seja, se detectado algum sinal do tipo, significa que ele foi emitido usando algum tipo de tecnologia.

Mas, apesar de já terem sido detectados alguns sinais estranhos, nesse tempo todo ainda não foi confirmada a emissão de ondas de rádio provenientes de inteligências extraterrestres, mas a busca continua. E existem cientistas enviando sinais na direção de galáxias vizinhas com a esperança de que seres que possam viver por lá nos descubram da mesma maneira.

Círculos nas plantações

Os chamados "crop circles" são um mistério para muita gente. Há quem acredite que esses desenhos sejam feitos por ETs que visitaram a Terra, mas outra possibilidade é a de nós mesmos estarmos fazendo isso para nos comunicarmos com eles, já que essas imagens poderiam ser vistas à distância por uma nave espacial passando pertinho da Terra. E essa ideia não é nada nova: ela foi proposta pelo matemático alemão Carl Friedrich em 1820!

Código-morse luminoso

Usando o mesmo princípio do matemático alemão, o inventor Charles Cros, em 1869, entendeu que poderíamos usar a luz concentrada em espelhos para enviar mensagens codificadas em código-morse para o espaço. Na época, Cros decidiu testar sua ideia enviando esses sinais luminosos em direção à Marte, já que se acreditava existir vida por lá. Obviamente, nenhuma resposta foi obtida, já que, somente nas décadas mais recentes, pudemos confirmar que Marte era um planeta inóspito, sem nenhum homenzinho verde vivendo por lá.

Mensagens em sondas espaciais

Outra possibilidade de avisarmos os alienígenas de que nós existimos, e em qual planeta estamos, é enviar mensagens em sondas espaciais. Isso, na verdade, já aconteceu. Na missão Voyager, de 1977, duas sondas foram enviadas para estudar o restante do Sistema Solar, contendo dois discos de ouro recheados de imagens, códigos e áudios que representam a essência humana e terrestre. Frank Drake e Carl Sagan trabalharam na criação desses discos, que têm um diagrama do universo mostrando o posicionamento da Terra. Agora, as sondas Voyager 1 e 2 já saíram do Sistema Solar, e vagam pelo espaço na esperança de, um dia, outra civilização inteligente descobrir nossa existência.

Projeções no espaço

Em 2008, o instituto de pesquisa EISCAT decidiu enviar para o espaço uma propaganda do Doritos (isso mesmo, aquele salgadinho). A mensagem foi enviada como um MPEG codificado em direção a um sistema estelar potencialmente habitável na Ursa Maior, que fica a 42 anos-luz de distância. A questão que fica é: caso alienígenas, enfim, recebam essa mensagem, será que eles vão pensar que somos somente uma civilização devoradora de Doritos? Bizarro!

Telepatia

Ok, agora a gente sai do lado científico e tecnológico da coisa e entra em um campo místico: há quem acredite que o único equipamento que precisamos para entrar em contato com alienígenas seja o nosso próprio cérebro. O Dr. Steven Greer é uma dessas pessoas, e ele costuma levar grupos de pessoas que acreditam terem poderes mediúnicos para locais remotos com a esperança de fazer algum contato telepático com os ETs. Mas e aí, se alguma dessas pessoas jurar que fez o tal contato, como provar? Complicado!

Gostou desse vídeo?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.