Top Tech 15 / 32 vídeos

5 tecnologias que fracassaram [Top Tech]

05:05 | Por Joyce Macedo | 15 de Fevereiro de 2018

Alguns produtos e serviços prometem algo nunca antes visto e que vai mudar a vida do usuário. Mas, infelizmente, alguns não conseguiram cumprir com esses objetivos, mesmo vindos de grandes companhias, e separamos 5 deles, veja só!

Google Glass

Promessa: O Google Glass era um óculos que prometia ao usuário uma visualização de conteúdos em Realidade Aumentada. Com ele, era possível tirar fotos, enviar mensagens e fazer videoconferências, tudo isso por comandos de voz.

Por que não deu certo? Além de não ser nada confortável, alguns ientistas começaram a se preocupar com a saúde do usuário devido às radiações que dispositivos eletrônicos emitem, principalmente por ficar tão próximo aos olhos.

Questões de segurança também ajudaram para que o Google Glass não fizesse sucesso. Imagine você está sentado em um restaurante e a pessoa na sua frente, usando o gadget, começa a tirar suas fotos e fazer vídeos sem nem parecer? Não seria nada legal ter a privacidade invadida desta forma sem poder se defender.

Além de tudo isso, é um pouco constrangedor andar por aí fornecendo comandos de voz para um óculos.

Google Wave

Promessa: Em uma época em que o Facebook e o Twitter estavam sendo descobertos e se tornando a cada dia mais populares, o Google decidiu incorporar em uma só ferramenta os recursos de várias outras. Com isso, nasceu o Google Wave, um serviço que contava com email, mensagens instantâneas, fóruns e redes sociais em um lugar só. A grande promessa da empresa na época era acabar com o email.

Por que não deu certo? O projeto Google Wave foi cancelado depois de inúmeras críticas dos usuários, que citaram fatores como a dificuldade de uso devido à interface confusa e bugs rotineiros que travavam e deixavam os navegadores lentos, além de falhas no carregamento de fóruns que tinham muitos participantes.

Apesar de ser um fail, o Google se orgulha de ter criado uma plataforma que ajudou muitos desenvolvedores iniciantes a treinar em seus códigos e criar projetos.

Nintendo Virtual Boy

Promessa: O Nintendo Virtual Boy é, até então, o maior fracasso da companhia japonesa. O produto era um console portátil e nada confortável lançado em 1995, que acompanhava um óculos de Realidade Virtual, que naquele tempo era bem diferente dos que conhecemos hoje.

Por que não deu certo? Foram lançados, inicialmente, apenas quatro games para o Nintendo Virtual Boy, que já acompanhavam o console,  ganhando mais três alguns meses depois. Então, no total, existiam apenas sete jogos.

Mas o que realmente levou o Virtual Boy ao fracasso foi o preço alto, cerca de US$ 200, para um visor monocromático e de qualidade precária. Além disso, muitos usuários reclamavam de dores de cabeça, mesmo com a recomendação da Nintendo para descansos a cada 15 ou 30 minutos no mínimo.

Twitter Peek

Promessa: Quando o Twitter começou a bombar, as fabricantes de smartphones logo correram para criar dispositivos que facilitariam a digitação do usuário, seja com programas nativos ou com teclados externos. Foi com isso que surgiu o Twitter Peek, um aparelho celular com teclado QWERTY, pequeno e colorido, indicado a quem era usuário assíduo da rede social e não queria conferir as últimas atualizações através do navegador.

Por que não deu certo?  O motivo pelo qual o aparelho não deu certo é simples e óbvio: não era todo mundo que estava disposto a pagar por um aparelho apenas para usar uma rede social. Em meados de 2009, quando o produto foi lançado, a variedade de aparelhos diferentes e com diversos recursos chegaram junto com o Twitter Peak, deixando-o ofuscado. Além disso, muitos reclamavam que ao receber muitos tweets, o aparelho não os exibia e recomendava que fossem visualizados no computador.

Eyetop Wearable DVD Player

Promessa: Na mesma pegada do Nintendo Virtual Boy, o Eyetop Wearable DVD Player foi um óculos que prometia uma experiência mais imersiva ao assistir DVDs.

O aparelho de DVD era acoplado no par de óculos que contava com uma pequena lente, prometendo uma simulação de tela de 14 polegadas bem em frente aos seus olhos.

Por que não deu certo? A falha começa por ser um óculos pesado e nada confortável para quem quer ficar à vontade no sofá assistindo a um filme. Além disso, como a peça que exibia a tela estava apenas na lente direita do óculos,  a experiência causava muitas tonturas e enjoos.

Você se lembra de algum fail da tecnologia? Conta aqui pra gente qjual é o seu preferido e se você chegou a testar alguns deles!

Gostou desse vídeo?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.