Siga o @canaltech no instagram
Os melhores 27 / 30 vídeos

Melhores smartphones até R$ 2.500 de 2018

16:09 | Por Wellington Arruda | 14 de Novembro de 2018

É natural que em algumas épocas do ano as pessoas se interessem por trocar de smartphone. Nós aqui do CT sempre recebemos esse tipo de pergunta, sobre qual smartphone comprar e os motivos pelos quais devem fazer isso.

Nós reunimos cinco aparelhos que se destacaram de alguma forma em 2018, e eu já queria adiantar que esse é um trabalho muito sufocante. É bem difícil condensar uma lista com um número limitados de dispositivos enquanto o mercado está aquecido.

Mas, se você está procurando por um novo smartphone para fechar o ano, aqui vão algumas dicas. Nós nos baseamos nos preços oficiais praticados pelas fabricantes, mas também trouxemos exemplos de aparelhos que são vendidos fora do país.

A propósito, sinta-se livre para deixar suas dicas, comentários, sugestões e avaliações aqui nos comentários. A ideia é criar um espaço para ajudar os seus coleguinhas que também estão na mesma procura.

OnePlus 6

Ok, o OnePlus 6T já foi lançado. Mas quem disse que o OnePlus 6, lançado anteriormente neste ano, ainda não é um bom smartphone? Alguns pontos que são legais no aparelho, é o vidro traseiro com aspecto suave, a entrada P2 para fones, a chavinha para alternar os modos de som na lateral e, é claro, seu preço que agora está mais atraente.

  • Display OLED de 6,28” (2280 x 1080 pixels) - com notch
  • Chipset Snapdragon 845 (octa-core)
  • 6/8 GB de RAM e/ou 64/128/256 GB de memória (sem slot para microSD)
  • Câmeras: 16 MP e 20 MP interpolado (f/1.7 ambos), e 16 MP (f/2.0) frontal
  • Bateria de 3.300 mAh com Dash Charge
  • Sensor de impressões, leitor facial, NFC, Bluetooth 5.0

O OnePlus 6 é classificado mais como um smartphone que quer brigar com os tops de linha. Ele já vem com Android Oreo de fábrica, mas carrega promessas de atualizações mais rápidas e frequentes. Suas especificações, é claro, se mostram muito práticas no dia-a-dia, refletindo num uso sem complicações e que, traduzido para algo mais direto, ele consegue rodar basicamente tudo. E sem muito esforço.

O valor médio do OnePlus 6 via importação varia de US$ 529 a US$ 629, a depender de cada modelo. Em Real, o modelo mais “básico” é estipulado em cerca de R$ 1.700, desconsiderando impostos e tributações. Isto, claro, implica que a marca não oferece garantia e/ou distribuição local.

ASUS Zenfone Max Pro (M1)

A Asus lançou neste ano, aqui no Brasil, o Zenfone Max Pro (M1) com experiência de Android Puro, na versão 8.0 Oreo, mas o foco do celular está na autonomia de bateria. Ele tem corpo em alumínio, peso aproximado de 180 gramas e não usa um notch ou recorte no display, que também é mais esticado para aproveitar melhor o espaço.

  • Display IPS LCD de 6,2” (2160 x 1080p)
  • Chipset Snapdragon 636 (octa-core)
  • 3/32 GB ou 4/64 GB (com slot para microSD)
  • Câmeras: 13 MP (f/2.2) e 5 MP (f/2.4), e 8 MP (f/2.2) para selfies
  • Bateria de 5.000 mAh (2h40m para o carregamento)
  • Sensor de impressões digitais, NFC, Rádio FM

O principal atrativo do smartphone da Asus é a sua autonomia de bateria. Para um usuário mediano, e que não fica o dia inteiro usando o smartphone, ele consegue ser capaz de funcionar por dois dias até precisar de uma nova carga. As especificações também refletem um uso satisfatório, mas não tão próximo do seu irmão Zenfone 5, por exemplo.

Com foco claro em longevidade de uso, o Zenfone Max Pro (M1) é comercializado por R$ 1.699,00 na versão mais robusta, ou R$ 1.499,00 para o modelo com menos memória. Seu preço de varejo gira em torno de R$ 1.200 a R$ 1.400.

Galaxy A8

O Galaxy A8 vem para suprir a necessidade de quem quer um smartphone recente, mas não necessariamente quer pagar o preço de um Galaxy S8, por exemplo. Seguindo esta linha, o smartphone tem display mais largo e alto, bordas finais, construção em vidro e alumínio e com certificação IP68.

  • Display Super AMOLED de 5,6” (2220 x 1080p)
  • Chipset Exynos 7885 (octa-core)
  • 4 GB de RAM
  • 64 GB de memória (com slot para microSD)
  • Câmeras: 16 MP (f/1.7), e 16.0 MP + 8.0 MP (f/1.9 ambos) na frontal
  • Bateria de 3.000 mAh com carregamento rápido
  • Sensor de impressões na traseira, NFC, Bluetooth 5.0, entrada P2

Com o Galaxy A8, a Samsung coloca em jogo um smartphone intermediário com características premium, o que já é de costume para esta faixa de mercado. O seu foco claro em um uso mais divertido, com selfies mais dinâmicas e display de alta qualidade, o aparelho ganhou em recursos mas também teve um certo aumento de preço em relação ao último ano.

Atualmente nos canais oficiais da Samsung, o A8 é vendido por R$ 2.199 e é o único da nossa lista a passar da casa dos R$ 2.000. No varejo, porém, o preço médio do smartphone varia nos dias de hoje em torno de R$ 1.500 a R$ 1.600.

Moto G6 Plus

A Motorola redefiniu sua linha mais básica, e atualmente o Moto G não é mais o “baratinho” de toda a família. Essa transição rendeu um corpo em vidro nos dois lados com cantos arredondados e display esticado. Ele vem ainda com Rádio FM, TV Digital e Android 8.0 Oreo de fábrica.

  • Display IPS LCD de 5,9” (2160 x 1080p)
  • Chipset Snapdragon 630 (octa-core)
  • 4 GB de RAM
  • 64 GB de memória (com slot para microSD)
  • Câmeras: 12 MP (f/1.7) e 5 MP (f/2.2), e 8 MP (f/2.2) com flash para as selfies
  • Bateria: 3.200 mAh (com carregamento rápido)
  • Sensor de impressões digitais abaixo da tela

O G6 Plus vem ainda com software mais limpo, mas ainda com adições da Motorola, e pode ser uma opção interessante para quem busca um Moto G com tela maior. A propósito, como eu mesmo já havia citado no review do smartphone, este é o Moto G mais premium que a Motorola já se propôs a comercializar.

Atualmente, no site oficial da companhia, o G6 Plus é comercializado por R$ 1.899,00. No varejo, ele pode ser encontrado na faixa dos R$ 1.400 ~ R$ 1.500. Quem optar por algo mais recente, a Motorola lançou o Moto One com Android “puro” ainda em 2018.

Honor 10

A Honor, submarca da Huawei, já lançou no mercado alguns smartphones bem legais. O Honor 10, por exemplo, é um desses aparelhos de baixo custo e com boas especificações e design interessante, unindo vidro com formato arredondado na traseira e laterais em alumínio. Ainda em tempo, ele não traz proteção ou resistência declarada contra água.

  • Display de 5.85” (2280 x 1080) IPS LCD - com notch;
  • Chipset HiSilicon Kirin 970 (octa-core) - o mesmo do P20 Pro
  • 4 GB de RAM
  • Variantes com 128 GB (sem espaço para microSD)
  • Câmeras: 16 MP (f/f.8 - RGB) e 24 MP (P/B) e 24 MP (f/2.0) para selfies
  • Bateria: 3.400 mAh (carregamento rápido)
  • Sensor de impressões digitais, IR e NFC.

As boas especificações do Honor 10 são efeito claro de uma necessidade do mercado: ter smartphones com boa construção, câmeras interessantes, hardware forte e preço mais baixo. Por outro lado, ele deixa de lado alguns pontos específicos, e não traz Bluetooth 5.0 ou bateria de longa duração.

O valor estimado em Real do Honor 10 é de R$ 1.500 via importação, desconsiderando os impostos e tributações. Ainda sobre o design, é interessante ver mais um dispositivo compacto e com tela grande, mas ainda com características atuais.

Gostou desse vídeo?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.