Comparativo 161 / 189 vídeos

Razer Phone vs Galaxy Note 8 [Comparativo]

09:06 | Por Redação | 15 de Janeiro de 2018

Fechamos o ano de 2017 com o último review de smartphone mega potente com Android, estrelado pelo Razer Phone. Estreante no mundo dos celulares inteligentes, mas que faz boa concorrência ao que há de melhor neste mundo. Escolhemos então o outro lado da moeda no mundo dos aparelhos realmente poderosos, com o Galaxy Note 8. O melhor da Samsung para o ano de 2017. Quem leva a melhor?

CONSTRUÇÃO

Metal, nada pode estar do lado de fora que não metal em aparelhos mais caros, mais potentes. Neste ponto os dois smartphones contam com o melhor acabamento possível, cada um em seu objetivo. O Note 8 é mais arredondado, com misto em alumínio e vidro, com muito mais vidro do que metal. A pegada agradece e o visual também, já que o vidro tende a escorregar menos nas mãos.

Já o Razer Phone utiliza mais metal do que vidro, em uma composição que faz o alumínio da parte externa ser fosco e áspero. Com linhas muito mais retas, em um visual mais quadradão do que até mesmo alguns Xperias, este smartphone fica menos confortável nas mãos. Escorrega mais e abusa das bordas na parte de cima e de baixo.

Este visual mais quadrado encaixa bem no público gamer que busca este produto, enquanto que o lado mais sóbrio do Note 8 fica bem em quem quer um celular que se destaca visualmente. O ponto de desempate fica para a ausência de proteção contra água e poeira no Razer, que existe no Note 8.

Enquanto o Galaxy Note 8 tem certificação IP68, que permite mergulho em água doce em até um metro e meio de profundidade, por até trinta minutos, o Razer pode morrer logo no primeiro derramar de água.

Por conta disso, o Note 8 leva o ponto.

DESEMPENHO

A Samsung mudou bastante da TouchWiz, que agora é chamada de Samsung Experience. A interface é bem mais amigável, com número pequeno de bloatwares e desempenho bastante bacana, mesmo para quem está longe do Android puro. Ele vem com um Exynos 8895 Octa rodando oito núcleos, com 6 GB de memória RAM e 64 GB de memória interna.

O Razer Phone vem com o equivalente no mundo do Snapdragon. Ele utiliza um Snapdragon 835 que também roda oito núcleos que estão apenas 500 MHz mais rápidos do que os núcleos do Note 8. A diferença está na memória RAM, que é de 8 GB, já que os mesmos 64 GB de memória interna estão por aqui.

No cotidiano, não há nada da Play Store, em 2017, que não rode extremamente bem em qualquer um dos aparelhos. Qualquer jogo ou app rodará com os pés nas costas, dando folga até mesmo para que mais apps rodem ao fundo. A Razer dá mais fôlego para seu smartphone, por trabalhar com 2 GB extras na RAM. Quantidade que hoje não faz diferença, mas que daqui alguns anos fará o Note 8 reclamar de idade mais rápido.

Ah, no momento da gravação deste vídeo, tanto o Note 8 como o Razer Phone trabalhavam com o Android 7.1.1.

O Razer Phone vence este quesito, já que tem fôlego extra e que será bem interessante daqui um ou dois anos.

DISPLAY E MULTIMÍDIA

A Samsung é conhecida como uma das melhores fabricantes de telas, com os melhores resultados em AMOLED do mercado. As cores sempre recebem uma saturação extra que é bastante bacana, com contraste quase que infinito ao exibir preto realmente preto. Além da ótima leitura em ambientes bem iluminados. Em resolução, o Note 8 vem com 2960 x 1440 pixels, que é o 2K esticado para a proporção de 18.5:9. Sua tela preenche mais da frente do aparelho, com tamanho físico maior do que a do Razer Phone, em um corpo que é quase que das mesmas medidas.

O Razer Phone, por sua vez, vem com uma tela mais tradicional e ocupa menos da frente do aparelho. São 72,7% da frente do celular, contra 83,2% do Note 8. Ele vem com um painel IPS IGZO, que aos nossos olhos se mostrou a melhor tela IPS que passou por aqui. Cores mais vivas, contraste maior, perdendo apenas pelas limitações da tecnologia LCD.

Parece uma vitória fácil para o Note 8, mas o Razer Phone exibe o conteúdo em taxa de 120 hz, muito mais do que a Samsung consegue. Exibe mais cores, mas perde ao não ter suporte para HDR.

Enfim, empate. Se você prefere uma tela LCD, terá a melhor do mercado no Razer e ainda levará 120 Hz de taxa de atualização. Se você prefere o Super AMOLED, terá a melhor tela do mercado no Note 8, que preenche mais do celular e ainda exibe conteúdo em HDR.

CÂMERAS

O Galaxy Note 8 leva este ponto com folga, mas deixa te explicar o motivo disso. A Razer deixou claro que o foco de seu primeiro smartphone é exatamente naquilo que ela sempre soube fazer muito bem: jogos, gamers. Por conta disso, o foco do aparelho está na qualidade de tela e desempenho, o que acabou deixando de lado a câmera. Atrás dele há um sensor duplo de 12 megapixels, de abertura f/1.8 e 2.6, que funciona bem para duas vezes de zoom ótico e registra imagens boas, mas sempre em locais onde o objeto fotografado está parado e com boa luz. Em pouca luz, o resultado é bastante...abaixo da média.

O Note 8 também entrega dois sensores de 12 megapixels, com abertura de 1.7 e 2.4, também com possibilidade de zoom ótico, mas com uma série de vantagens tanto no software como no hardware. É raro ter uma foto tirada com ele que fique ruim. O pós-processamento da Samsung é conhecido por entregar ótimos resultados de dia ou de noite, além de ter um app de câmera muito mais completo do que o da Razer. Com mais funções e possibilidades.

Além disso, o modo retrato do Note 8 permite ajustar o foco antes ou depois da foto tirada. O Razer nem sequer tem um modo retrato.

Entendeu? Ponto mais do que garantido para o Note 8.

BATERIA

A Razer colocou 4.000mAH de capacidade em um smartphone que não tem tela gigante, mas que sabe bem como gastar com seus 120 hz de tela. Como temos um hardware muito parecido com o Note 8, o consumo neste ponto também fica próximo, só que um pouco melhor. Esperado, claro, já que o aparelho da Samsung tem 3.300mAh de capacidade, bem menor.

No uso cotidiano, o Razer vai sim finalizar o primeiro dia com alguma carga. O Note 8 vai chegar perto, consumindo apenas um pouco mais. Ponto interessante para a Samsung, que mesmo com uma bateria menor, consegue chegar próximo do Razer.

Por conta disso, por ser mais eficiente, o Note 8 leva o ponto.

PREÇO

Infelizmente o Razer Phone não é vendido no Brasil, e por isso precisamos comparar o preço dele lá nos Estados Unidos, já que compramos o nosso lá. Lá ele custa 700 dólares, sem contar o imposto da cidade de onde você compra, muito menos impostos na hora de importar o modelo para o Brasil.

Já o Note 8, também nos Estados Unidos, sai por 949 dólares. Diferença que faz o Note 8 ser 250 dólares mais caro do que o Razer Phone.

Por conta disso, o Razer Phone ganha fácil este ponto.

QUEM GANHA?

Fechamos esta comparativo da seguinte forma:

  • 4 pontos para o Galaxy Note 8: construção, display + multimídia, câmera e bateria.
  • 3 pontos para o Razer Phone: Desempenho, display + multimídia e preço.

O Note 8 é o grande vencedor, com um ponto extra no final: é o único dos dois que você encontra no Brasil. O único dos dois com garantia por aqui e que tem suporte para qualquer problema. Um ponto bastante interessante e que pode significar custo extra ao utilizar a garantia de outro país.

Ele realmente é bastante bacana, mas é o mais caro lá fora. Diferença que é grande o suficiente para comprar um intermediário do ano passado com a grana que sobrou.

E ai, vocês concordam com os pontos? Pensam em quesitos diferentes? Conte aqui nos comentários.

Gostou desse vídeo?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.