Comparativo 156 / 160 vídeos

iPhone X vs iPhone 8 Plus [Comparativo]

08:28 | Por Redação | 28 de Dezembro de 2017

Esse ano a Apple lançou três modelos de iPhone, em uma estratégia que não é tão típica do calendário da companhia. Nós estamos falando do iPhone 8, 8 Plus e do iPhone X, que vem sendo considerado o melhor iPhone do ano até agora. Tudo bem, não vamos negar que ele é um celular muito legal, mas será mesmo que ele bate tanto assim o seu irmão?

Apesar de uma porção de semelhanças, quem será que leva a melhor entre o iPhone X, com tela gigante e corpo pequeno, e o iPhone 8 Plus, com a mesma cara dos últimos anos?

CONSTRUÇÃO

O iPhone 8 Plus é literalmente a cara do iPhone 6 Plus, só que com as mudanças empregadas nos anos seguintes. Sendo assim, temos um aparelho com bordas grandes, Touch ID em um sensor tátil, corpo de vidro e com certificação IP67. Ele também deixa de fora o conector para fones de ouvido, e sua câmera fica desnivelada com o corpo.

Já o iPhone X herda a certificação à prova d’água, a câmera saltada (mas em uma posição diferente) e a falta do conector padrão para fones. Por outro lado, ele é um smartphone bem diferente: além de abrigar uma tela maior em seu corpo reduzido, ele tem bordas em aço inoxidável e uma usabilidade baseada em gestos, pois não existe mais o botão Início.

Isso fez com que a Apple desse início, então, à era do Face ID. Se por um lado a leitura biométrica foi mantida no 8 Plus, o iPhone X traz a leitura facial como carro-chefe da segurança no celular. Mas, ainda assim, temos aquele ‘notch’ que não há como ignorar, que é onde ficam os sensores infravermelho e a câmera TrueDepth dele.

Deste modo, o ponto de construção vai para o iPhone X. Ele tem um maior aproveitamento de tela e se encaixa muito bem na sua mão, diferente do iPhone 8 Plus, que segue com o mesmo visual dos últimos anos.

USABILIDADE + DESEMPENHO

Entende-se, olhando por fora, que o iPhone X é muito superior ao iPhone 8 Plus. A realidade, porém, é que ambos trazem as mesmas especificações internas:

* 64 GB ou 256 GB;
* Chip A11 Bionic (seis núcleos);
* 3 GB de RAM;
* Apple GPU (três núcleos);
* Coprocessador de movimento M11;
* Bluetooth 5.0;
* NFC.

A principal coisa nesses caras é que o processador neural pode lidar muito melhor aprendendo com o seu uso, trazendo mais fluidez para a navegação no smartphone. Com apps de realidade aumentada, os dois celulares também conseguem desempenho bastante sólido.

E o que você pode esperar de ambos é um uso por, no mínimo, dois ou três anos até que algum aplicativo faça o hardware sofrer.

O software, até então o iOS 11, tem dezenas de novos gestos no iPhone X para compensar a falta do botão tradicional, mas roda muito bem nos dois celulares. Sendo assim, em questão de desempenho, no mínimo nós deveríamos considerar um empate entre eles.

DISPLAY E MULTIMÍDIA

O iPhone X tem uma nova tela OLED que ocupa uma grande área do corpo do smartphone. São 5.85” (19,5:9) com resolução de de 2436 x 1125 pixels, que resultam em cores vibrantes e nítidas, ainda com as tecnologias 3D Touch e True Tone, que adapta as cores de acordo com a luz ambiente. Como bônus, o iPhone X traz suporte ao HDR10 e Dolby Vision.

Já o iPhone 8 Plus mantém o IPS LCD com 5,5” e resolução Full HD, mas ainda com suporte ao 3D Touch e ao True Tone. Entenda que ele tem, sim, qualidade boa entre os painéis desse tipo, mas que definitivamente não se iguala ao iPhone X.

Além das cores mais próximas da realidade, o OLED do iPhone X gera mais economia de energia e é uma das mudanças mais esperadas pela Apple para os seus dispositivos. Ponto para o X.

CÂMERAS

Tanto o iPhone X quanto o iPhone 8 Plus carregam um conjunto de duas câmeras de 12 MP com abertura de f/1.8 no sensor principal. A diferença é que, quando você troca para o sensor secundário com o zoom óptico de 2X, as lentes mudam para f/2.4 no iPhone X e f/2.8 no iPhone 8 Plus.

Outra diferença entre eles nas câmeras é o fato do modelo mais caro possuir OIS nos dois sensores, o que realmente ajuda na hora de fazer fotos menos tremidas - especialmente com baixa luminosidade.

Mas, tirando esses pontos, as fotos terão basicamente a mesma qualidade. Tanto o 8 Plus quanto o X fazem cliques muito bons, com cores vívidas e um bom nível de detalhamento. Eles também podem gravar em 4K@60fps e 1080p@240fps e contam com o modo ‘Iluminação de Retrato’, que foi atualizado com novos efeitos.

As selfies de ambos ficam por conta de um sensor de 7 MP (f/2.2) que também faz fotos boas. Só que o iPhone X tem a vantagem da câmera TrueDepth, que basicamente usa os sensores de mapeamento para rastrear os músculos do seu rosto, e assim consegue criar, também, o efeito de desfoque com a câmera frontal.

Ah, e é claro, isso também traz à vida os Animojis, um dos recursos mais legais do iPhone X, mas… ele definitivamente não seria motivo de desempate por aqui.
Então, nós fechamos a conta assim: o ponto vai para o iPhone X por causa dos recursos extras, mas em suma, ele só se sai melhor que o iPhone 8 Plus nas selfies. Para as fotos mais tradicionais, o 8 Plus consegue atender muito bem.

BATERIA E ACESSÓRIOS

Graças ao corpo de vidro, esses dois trazem suporte ao carregamento sem fio pela primeira vez na história dos smartphones da empresa. O que, em suma, é muito legal. Só que, tratando-se da autonomia deles, nós não temos uma diferença muito gritante, embora você consiga moderadamente passar do primeiro dia de uso.

Esse gás todo pode acabar, novamente, em uso moderado, logo na manhã seguinte, o que significa que o uso intenso de qualquer um deles gera na descarga total em um dia inteiro.

Em nossos testes de reprodução de vídeo por streaming e conectados ao Wi-Fi, o iPhone 8 Plus teve uma descarga média de 16% por hora, enquanto que o iPhone X registrou 19% por hora.

* 8 Plus: 2691 mAh e 16% por hora;
* X: 2.716 mAh e 19% por hora.

Ponto para o iPhone 8 Plus.

PREÇO

Vamos tentar ser um pouco breves ao comentar os preços do iPhone 8 e do iPhone X. Respectivamente, você vai pagar a partir de R$ 4.599 e R$ 6.999 por cada um deles nas lojas da Apple, ambos com 64 GB de memória.

A questão é que os dois celulares podem entregar desempenho muito semelhante no desempenho, software, bateria, câmeras e tudo mais, então claramente vamos dar o ponto para o iPhone 8 Plus. A menos que você realmente queira o smartphone mais premium e caro da Apple de todos os tempos no Brasil. Mas aí já é uma decisão pessoal, certo?!

QUEM GANHA?

E chegamos ao final da nossa disputa da seguinte maneira:

iPhone X: construção, usabilidade + desempenho, display e multimídia, câmeras;
iPhone 8 Plus: usabilidade + desempenho, bateria, preço.

Fica bem difícil negar que o iPhone X é um smartphone superior ao iPhone 8 Plus em vários quesitos. Sua tela é melhor e maior e está em um corpo menor, assim como o Face ID adiciona uma série de novos recursos. Ainda assim, esta é a primeira aposta da Apple em dispositivos do tipo, e o preço dele no Brasil é definitivamente assustador.

Com isto em mente, se você pretende comprar um iPhone de última geração e com hardware potente, vale muito a pena investir no 8 Plus. Mas, claro, isso se você não se importar com o mesmo visual de sempre.