Siga o @canaltech no instagram
Comparativo 201 / 202 vídeos

Galaxy S10 vs S9 vs S8: qual a hora certa de fazer um upgrade?

11:17 | Por Wellington Arruda | 25 de Março de 2019
Tudo sobre

Samsung

Saiba tudo sobre Samsung

Ver mais

A Samsung lançou os novos Galaxy S10 e muita gente tem se perguntado sobre as diferenças entre o S8 e S9. Eles tem sim grandes mudanças, mas você também não precisa correr e trocar de celular.

Hoje nós vamos contar o que temos de novidade e o que mudou entre estes aparelhos. Ah, o S10e ficou de fora da nossa lista porque ele é o primeiro da linha que é compacto, beleza!?

Tela

Do Display Infinito, lançado no S8, a Samsung conseguiu aumentar a relação tela x corpo na geração seguinte. Já no S10, esse ponto também foi melhorado, bem como a tecnologia. As três gerações seguem com o Painel Edge, mas agora temos brilho mais intenso e menos emissão de luz azul.

Os tamanhos são os seguintes, partindo de geração para geração:

  • S8/S8+ e S9/S9+: Super AMOLED de 5,8 e 6,2” Quad HD+
  • S10 e S10+: AMOLED Dinâmico de 6,1 e 6,4” WQuad HD+

O novo AMOLED Dinâmico (Infinity-O) trazem “furos” no display para abrigar as câmeras de selfie, o que diminui o tamanho das bordas. As cores também ficaram mais vibrantes e, claro, eles trazem um leitor ultrassônico de digitais na própria tela.

Nos modelos do S8 e S9, o leitor de digitais fica na traseira e eles contam com o adicional leitor de íris (e LED de notificações), que foi retirado dos novos modelos. O aspecto 18.5:9 das últimas duas gerações também passou a ser de 19:9 na nova.

As saídas de áudio evoluíram de mono nos S8 para o padrão estéreo no S9 e S10. Isso é importante, já que os novos modelos trazem caixas e fones da AKG, também com suporte ao Dolby Atmos – bem como no S9 e S9+. Nas telas, os novos S10 trazem suporte ao HDR10+, enquanto os dois últimos modelos oferecem o padrão HDR.

Design e dimensões

As linhas S8, S9 e S10 têm proteção contra água e poeira, entrada P2 e botão dedicado para o assistente Bixby, que agora pode ser remapeado. As bordas do display foram sendo reduzidas, logo os celulares acabam tendo tamanho aproximado, porém com displays maiores na nova geração.

As curvas agora lembram um pouco a linha Galaxy Note, mas a fabricante manteve a construção em vidro nos dois lados e alumínio na lateral. Os botões de energia também ficaram mais altos nos novos modelos, embora a ergonomia tenha ganhado melhorias. Eles estão leves e confortáveis, mas todas as três gerações podem ser escorregadias.

Os três aparelhos também usam porta USB-C e trazem slot para cartões microSD, mas que também serve para dois chips de operadora. É o famoso padrão híbrido.

Hardware

O S8 chegou com 64 GB de memória na versão inicial, e os S9 e S10 com 128 GB. A Samsung também traz opções de 512 GB nos novos modelos, mas há um S10+ de cerâmica com 1 TB e mais de RAM.

A performance, claro, é mais relativa. O S8 vem com 4 GB de RAM, o S9 com 6 GB, e o S10 com 6 GB ou 8 GB (ou 12 GB na versão mais cara do S10+). Entre o S8 e o S10, o upgrade é válido levando em consideração o desempenho e o período maior de atualizações. Do S9 para o S10, só se você precisar mesmo de algo mais recente, pois o modelo do ano passado continua como um bom player (e com preço reduzido, claro).

Galaxy S9 foi o último da família com "Display Inifinito", que agora se chama Inifinty-O na nova geração. (Imagem: Samsung/Divulgação)

Os novos chips do S10 trazem, também, mais eficiência energética e melhorias de desempenho com propriedades de AI para a câmera, que pode reconhecer 30 cenários ao invés de 20 como na geração anterior.

No S8, a Samsung usou a linha Exynos 8895 (octa 2.3 GHz), no S9 ela partiu para o Snapdragon 845 (octa 2.8 GHz) e, no S10, ela passa a usar o Exynos 9820 (octa 2.73 Ghz). Os chips foram “reduzindo” de tamanho e ganhando melhorias de performance e gerenciamento de energia com o passar do tempo.

Atualmente, todos os modelos também estão atualizados para o Android 9 Pie e usam a nova interface One UI da Samsung.

Bateria e redes

Os Galaxy S8 e S8+ têm 3.000 mAh e 3.500 mAh; os S9 e S9+ têm a mesma quantidade. No S10 e S10+, as baterias subiram para 3.400 mAh e 4.100 mAh. Todos os três modelos contam com carregamento rápido. A propósito, todos também trazem suporte ao carregamento por indução, mas os S10 têm o Wireless PowerShare.

Se você é exigente quanto a autonomia do celular, os novos aparelhos trazem melhor eficiência energética e isso, claro, também envolve as melhorias de hardware e software feitas pela fabricante.

Outro ponto legal de ser lembrado, é que todas as gerações contam com NFC e Bluetooth 5.0, mas os S10 trazem evoluções de conectividade LTE e Wi-Fi.

Câmeras

O Galaxy S8 e o S8+ trazem câmeras de 12 MP e frontal de 8 MP (ambas f/1.7). No S9, a Samsung introduziu a câmera com abertura variável: a principal tem f/1.5 e f/2.4. Na versão maior do S9, ainda há um sensor telefoto (f/2.4) com OIS disponível para as duas câmeras. A frontal do S9 continua com 8 MP (f/1.7).

Imagens capturadas com os sensores principais das três gerações. (Fotos: Wellington Arruda/Canaltech)

No Galaxy S10, são três câmeras na traseira: 12 MP (f/1.5 - f/2.4) + 12 MP (f/2.4) telefoto (ambas com OIS) + 16 MP (f/2.2) ultra-wide. A frontal passa a ter 10 MP (f/1.9) com foco automático, enquanto que o S10+ traz uma segunda câmera frontal com 8 MP para capturar detalhes de profundidade de campo.

Imagens também feitas com os sensores principais; S9+ e S10/S10+ contam com sensores extras. (Fotos: Wellington Arruda/Canaltech)

No hardware eles variam, e no software também. As fotos tiradas com os novos aparelhos contam com ajuda da Inteligência Artificial, que pode indicar uma melhor angulação e traz um ‘Otimizador de Cena’.

Todas as três imagens foram capturadas na mesma situação de luz. (Fotos: Wellington Arruda/Canaltech)

Sendo assim, há evolução perceptível entre os três. Do S8 para o S10 a distância é maior, logo o upgrade pode ser válido se você curte muito fazer fotografias. Do S9 para o S10, as principais melhorias ficam no processamento que é feito pelo hardware e software, mas a geração passada ainda continua sendo muito válida.

Smartphones da Samsung evoluíram em software e quantidade de sensores a cada geração. (Fotos: Wellington Arruda/Canaltech)

Vale a pena o upgrade?

Se as necessidades incluírem câmeras melhores, design atual, display empolgante (e grande), hardware atualizado e mais, a resposta é sim, independente se você usa um S8 ou um S9.

Se você ainda tem um S8, pode ficar atrelado ao período de atualizações; se você tem um S9, pode esperar por uma troca confortável, mas este aparelho ainda é bem interessante. No mais, o ponto mais importante está nos preços:

  • S8 e S8+: lançados por R$ 3.999 e R$ 4.399, hoje por ~R$ 1.700 e R$ 2.300;
  • S8 e S9+: lançados por R$ 4.299 e R$ 4.899, hoje por ~R$ 2.500 e R$ 2.800;
  • S10 e S10+: lançados por R$ 4.999 e R$ 5.499.
Gostou desse vídeo?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Citadas no Vídeo