Comparativo 153 / 189 vídeos

Galaxy Note 8 vs LG G6 [Comparativo]

07:30 | Por Redação | 11 de Dezembro de 2017

O Galaxy Note 8 é o mais recente e potente smartphone da Samsung, que está disponível no Brasil. O primeiro da marca com duas câmeras traseiras e o primeiro Note, depois do desastre que foi o Note7. Do outro lado desta briga temos o G6, que também é o mais recente e potente smartphone que a LG trouxe ao Brasil. Infelizmente a linha V não chega por aqui, o que nos deixa apenas com os G como flagships. Vamos ver quem é melhor.


CONSTRUÇÃO

Os dois smartphones são feitos em um misto de metal e vidro, com tela que é muito mais alta do que larga. Tanto o Galaxy Note 8, como o G6 podem mergulhar em até um metro e meio de profundidade, por 30 minutos de água doce. Ok, o que muda? Pouco. De verdade.

Em números, o G6 é 32 gramas mais leve do que o Note 8, tem o leitor de impressões digitais mais espaçoso e que encaixa melhor o dedo, além de estar no local onde deve estar em aparelhos que utilizam este recurso atrás. Longe da lente, algo que a Samsung não aprendeu desde o S8.

O G6 tem laterais mais retas, o que ajuda bastante na pegada. O Note 8 fica curvado, escorregando mais. Que fique claro que a diferença é pequena, mas perceptível.

Por conta disso, ponto para o G6.

USABILIDADE + DESEMPENHO

Olhando para dentro, o Galaxy Note 8 vem com processador Exynos 8895 Octa, com oito núcleos de até 2.3 GHz, 6 GB de memória RAM e 64 GB, ou 128 GB de memória interna. Já o G6 vem com um Snapdragon 821 quad-core de até 2.35 GHz, mas entrega 4 GB de RAM e apenas 32 GB de memória interna. Em números, o Note 8 já ganha o ponto de antemão, mas vamos para o cotidiano.

A TouchWiz já foi pior, hoje mudou bastante e roda lisa nos modelos mais caros - como o Note 8. A UX 6.0, presente no G6, também está refinada quando comparada ao que existia em smartphones mais antigos, mas não ao ponto de refinamento que a TouchWiz teve. Há animações desnecessárias por muitos pontos e até a ausência quase que forçada da bandeja de aplicativos. O lado positivo está na capacidade de reinstalar apps apagados por engano - algo bastante útil.

Mesmo assim, o Note 8 leva o ponto com folga.

DISPLAY E MULTIMÍDIA

Estes dois estão entre os primeiros smartphones de 2017 que adotaram tela grande. A LG, de fato, foi a primeira e isso custou o chipset escolhido. Mas, ok, voltando para a tela. A Samsung adota displays Super AMOLED desde o primeiro Galaxy Note, lançado em 2011. Esta é uma das telas mais adoradas por nós do Canaltech, já que lida muito bem com ambientes ensolarados, exibe cores como nenhuma outra consegue.

A LG vai de LCD IPS também há anos, entregando o melhor possível para este display no G6. Não é a nossa escolha, mas tende a chamar atenção de quem utiliza telas para reproduzir cores de forma mais fiel, sem saturação exagerada. Fotógrafos, por exemplo. As duas telas, tanto no Note 8 como no G6, tem grandes ângulos de visão sem distorções cromáticas visíveis, cobrem muito da parte frontal de cada um dos smartphones e o software tira proveito disso.

Como nenhum dos dois é exemplo em áudio, com apenas uma caixa mono na parte inferior, empate. Os dois levam um ponto. A escolha de melhor tela vai para seu gosto pessoal. Se você quer o melhor que um Super AMOLED entrega, vá de Note 8. Se quer o melhor IPS LCD do mercado, escolha o G6.

CÂMERAS

O G6 traz melhorias para o problema criado nas duas câmeras do G5, lançado um ano antes. No lugar de duas resoluções diferentes e sensores com resultados bastante distintos, a LG colocou dois módulos que capturam imagens em até 13 megapixels, sendo que um deles tem ângulo mais aberto e que lembra bastante o que você tem em uma GoPro. Já o segundo é mais fechado, próximo do que existe em praticamente qualquer celular do mercado. Enquanto uma lente tem abertura de f/1.8, a outra vai de f/2.4.

O Note8 também coloca duas lentes com sensores de 12 megapixels em cada uma. A abertura fica em f/1.7 e f/2.4, mudando o objetivo por aqui: no lugar de uma foto com ângulo aberto, a Samsung escolheu zoom ótico de duas vezes. Pode parecer muito parecido, mas há diferenças nas duas soluções.

O Note 8 é o único que faz fotos no modo retrato, que embaça o visual do fundo e deixa você com um retrato mais bonito - que pode ser editado posteriormente. Já o G6 é o único dos dois que filma e fotografa em ângulo aberto. Já do lado do Note 8, as duas lentes contam com estabilização ótica, algo inexistente no G6. E, por ter lente um pouco mais clara, o Note 8 lida melhor com fotos noturnas.

Ponto para o Note 8.

BATERIA

A LG finalmente passou os 3.000 mAh que existia em vários modelos e agora, no G6, colocou 3.300 mAh de capacidade de bateria. Em nossos testes, em um dia de uso, com muita música em streaming, GPS ocasional no Google Maps, muitas redes sociais, quase 4h30 de tela ligada e alguns jogos, consegui chegar em casa, por volta das 22h, com 20% de energia restante.

O Note 8 vem com exatamente a mesma quantidade de bateria do G6, sem tirar e nem por. Executando a mesma rotina que falei no G6, cheguei em casa com algo entre 15% e 20%.

Por conta disso, ponto para o G6, que me permitiu mais carga no final do dia, quando comparado ao Note 8.

PREÇO

Ah, claro, o ponto vai para o G6. Levando apenas o preço, mais nada além disso, o Note 8 é vendido por R$ 4,4 mil. Já o G6 foi lançado por salgadíssimos R$ 4 mil, mas hoje já é encontrado no mercado por valores que giram entre R$ 2 mil e R$ 2,2 mil. Sim, um Note 8 vai te custar dois G6, hoje, no momento da gravação deste vídeo.

O Note 8 é melhor em alguns pontos, mas não para justificar o dobro do preço. Por conta disso, ponto para o G6;

QUEM GANHA?

O resultado fica assim:

* 3 pontos para o Galaxy Note 8: usabilidade + desempenho, display e multimídia, câmeras

* 4 pontos para o G6: construção, display + multimídia, bateria, preço
O LG G6 fica perto do Note 8, perdendo apenas em usabilidade e na bateria, mas ganhando em outros pontos. Principalmente no preço. Por mais que os pontos negativos existam, nada justifica que o Note 8 custe o dobro do G6. Nada.

O G6 é um ótimo aparelho e, hoje, está com preço bastante justo. Coroa para ele!

Concorda? Discorda? Pensa em pontos diferentes? É só colocar aqui na parte de comentários.

Gostou desse vídeo?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.