Comparativo 134 / 142 vídeos

Galaxy J5 Prime vs Galaxy J5 Metal [Comparativo]

09:03 | 02 de Agosto de 2017

Quando um modelo ou uma linha de smartphones começa a fazer muito sucesso, isto é sinal de que a produção está dando certo. Aparentemente, este é o caso da Samsung com o Galaxy J5 e suas respectivas variantes, que são por vezes citados e procurados pelos usuários.


Mas será que essa relação custo-benefício que atrai o consumidor se mantém quando comparamos o Galaxy J5 Metal contra o J5 Prime, da nova geração? Isto é o que nós vamos ver agora.


Construção

O Galaxy J5 Metal tem esse nome por causa do acabamento lateral que é em alumínio, reforçando a estratégia de marketing da Samsung. No entanto, ele se limita a isto. A tampa traseira do smartphone é removível e de plástico, e toda estrutura resulta num aparelho com 158 gramas de peso e 8.1 mm de espessura.


Já o J5 Prime, lançado recentemente no Brasil, tem, de fato, estrutura em alumínio. Os cantos ainda são em plástico para auxiliar as conexões, mas boa parte da composição é de material metálico. Ele é menor, mais estreito e leve: são 143 gramas, mas mantendo a mesma espessura do J5 Metal.


Não temos nenhuma certificação resistente à água em nenhum dos modelos, mas definitivamente o mais atual tem uma cara mais agradável. Seu corpo reduzido também se encaixa melhor na hora de usá-lo com uma das mãos, enquanto que sua estrutura aparenta, entre outros, ser mais resistente. Ponto para o J5 Prime.

Usabilidade + Desempenho


A linha Galaxy J não é conhecida por trazer especificações fortes, mas sim o suficiente para um uso tradicional. O J5 Metal, por exemplo, vem com chipset Snapdragon 410, CPU quad-core de 1.2 GHz e GPU Adreno 306. Completando o seu pacote de especificações, temos 2 GB de RAM e 16 GB de armazenamento, com slot para cartões microSD de até 128 GB.


O J5 Prime, por sua vez, traz algo mais robusto. Ele vem com chipset Exynos 7570, CPU quad-core de 1.4 GHz, GPU Mali-T720 e os mesmos 2 GB de RAM. A principal diferença aqui é que ele traz o dobro de armazenamento, e aceita cartões de até 256 GB. Ah, e não vamos nos esquecer do fato dele trazer Bluetooth v4.2 no lugar do v4.1 do J5 Metal.


O bizarro, porém, é o fato do Galaxy J5 Metal ter suporte à tecnologia NFC, enquanto que seu irmão mais novo não traz o mesmo recurso. Agora, uma reclamação para ambos é o fato deles não possuírem sensor de luminosidade. Isso é feio, bem feio…


De qualquer maneira, só de ter melhorado o desempenho e trazer o dobro de memória, o J5 Prime acaba tendo vantagem em relação ao seu irmão mais velho. Ponto para ele, novamente.

Display e multimídia


O Galaxy J5 Metal tem painel de 5.2” com tecnologia Super AMOLED, apropriando-se da resolução HD (1280 x 720 pixels). Os ~282 PPI de densidade garantem uma boa visibilidade, e ele também é favorecido com uma reprodução de cores muito boa, trazendo tons vivos ao que você está assistindo.


Já o J5 Prime vem com 5” de tela e mesma resolução, mas fecha com ~304 PPI de densidade. Diferente do seu irmão, o J5 Prime vem com tecnologia PLS TFT, que é a solução da Samsung para não utilizar painéis IPS mais simples. E, não entendam errado, ele faz um bom trabalho, mas não tão bom quanto o J5 Metal.


O lado ruim de não termos a resolução Full HD em ambos os modelos, porém, é o fato de que detalhes menores não são vistos com tanta clareza. Mas uma vantagem do J5 Prime está na sua saída de som, que fica na lateral e não na parte traseira do smartphone, sendo esta uma posição bem mais confortável.


E nós vamos considerar um empate entre eles nesse quesito. A premissa segue a mesma: J5 Metal com melhor tela, J5 Prime com áudio melhor posicionado para assistir alguma coisa. Entre outros, tomara que este não seja o fim dos painéis Super AMOLED para smatphones mais baratos da Samsung.

Câmeras

A câmera traseira do Galaxy J5 Metal tem 13 MP de resolução e abertura f/1.9 na lente. Ele registra imagens em Full HD com 30 fps e, de fato, tem resultados muito bons para a faixa de preço em que atua, com exceção para os locais internos ou com baixa iluminação. Para as selfies, ele conta com um sensor de 5 MP (f/2.2) que realmente não se destaca, sendo uma câmera boa apenas para o básico.


Já o seu irmão mais recente, o J5 Prime, tem os mesmos 13 MP (f/1.9) e 5 MP (f/2.2). Ambos os modelos trazem flash frontal, e essa nova geração também grava em Full HD@30fps. A parte boa, porém, é que as composições do novo modelo são mais naturais e vívidas, e são aliadas de um outro ponto positivo do smartphone: ele não elimina ou borra os detalhes das imagens. Pelo menos não na mesma quantidade do J5 Metal.


Entenda: as evoluções de câmera entre o J5 Metal e J5 Prime não são gigantescas. Elas chegaram em pouca quantidade, o que não justificaria a troca do modelo anterior pelo novo apenas por causa das câmeras. Ainda assim, graças à qualidade superior, o ponto vai para o J5 Prime.

Bateria

A Samsung fez do J5 Metal um aparelho muito interessante não por causa da nomenclatura correspondente ao acabamento, mas também por causa da bateria: são 3.100 mAh, registrando uma descarga média de 12% por hora reproduzindo conteúdo por streaming em vídeo. Talvez este seja o ponto mais positivo do aparelho, visto que seu hardware não é um dos mais robustos.


Partindo agora para o J5 Prime, a Samsung reduziu a bateria para 2.400 mAh, logo vocês já imaginam que ele não tem a mesma autonomia. E vocês estão certos. A descarga média por hora em conteúdo por streaming é de 15% por hora, e basicamente ele não vai acompanhá-lo por tanto tempo quanto o J5 Metal.


Se você está em dúvida entre eles apenas por causa da bateria, o J5 Metal certamente fica na frente. Ponto para ele.

Preço

  • Galaxy J5 Metal: 1.199 (Samsung) ou ~R$ 660 (varejo);
  • Galaxy J5 Prime: R$ 999 (Samsung) ou ~R$ 800 (varejo).

A diferença de preços entre estes modelos não é tão escandalosa, mas para quem pretende economizar uma graninha, claramente o Galaxy J5 Metal é uma opção mais razoável. Além de ser mais barato nos canais oficiais da Samsung, ele também pode ser encontrado por valores mais convidativos no varejo.

Quem ganha?

Estamos diante de dois smartphones bem interessantes, e que são procurados pelos brasileiros com uma certa frequência. Nesta disputa, o resultado ficou assim:

  • 4 pontos para o Galaxy J5 Prime: construção, usabilidade + desempenho, display e multimídia, câmera;
  • 3 pontos para o Galaxy J5 Metal: display e multimídia, bateria, preço.

É mais do que notável que o J5 Prime tem um visual mais premium que o J5 Metal. O acabamento em alumínio na tampa traseira faz jus ao nome “Metal”, que só é utilizado nas laterais do modelo lançado no Brasil em 2016.

Se você procura uma experiência mais atraente, o J5 Prime é a melhor opção. Ele tem câmeras melhores e o dobro de armazenamento, por exemplo. Mas, é claro, se você quer somente o básico e se preocupa bastante com a autonomia de bateria do seu smartphone, aí o J5 Metal ganha fácil.

Mas e vocês, qual preferem?