Comparativo 170 / 189 vídeos

Comparativo | Galaxy J2 Prime vs Galaxy J2 Pro

06:50 | Por Wellington Arruda | 18 de Abril de 2018
Tudo sobre

Não é segredo para ninguém que a Samsung curte separar as suas linhas de smartphones em categorias. A família Galaxy J, por exemplo, tem intermediários abaixo da linha Galaxy A, mas também alguns de entrada, como o J2. E neste ano nós já temos o novo membro dessa família, o Galaxy J2 Pro.

Seguindo o ciclo de lançamentos, agora o J2 Pro é o sucessor do Galaxy J2 Prime, mas sem muitas promessas de um upgrade gigantesco. E é sobre isso que nós vamos falar neste comparativo.

CONSTRUÇÃO

Aquele ditado “não se mexe em time que está ganhando” faz sentido por aqui. A linha Galaxy J vende bastante, e o modelo mais baratinho, no caso o J2, acaba evoluindo aos poucos para não fugir muito da proposta inicial.

Sendo assim, tanto o J2 Prime quanto o J2 Pro carregam características semelhantes. Ambos são pequenos e leves, pesando 160 g e 153 g, respectivamente. Mas o mais recente tem aparência um pouco menos quadrada, só que com praticamente todos os aspectos da geração passada.

Com isto, temos dois celulares com estrutura em plástico, com tampa traseira removível. E vale lembrar que eles ainda têm dois slots dedicados para chip de operadora, com um extra para um cartão microSD.

Mas, olhando o panorama, os dois celulares não mudaram tanto em termos estéticos. O J2 Pro segue simples, tal como o J2 Prime; é um empate claro entre eles.

DISPLAY E MULTIMÍDIA

A Samsung preservou tanto o tamanho quanto a resolução da tela no novo smartphone. Tanto o J2 Prime quanto o J2 Pro tem telas de 5 polegadas com resolução de 960 x 540 pixels. Isso pode parecer decepcionante, mas a principal diferença fica na tecnologia dos displays.

O modelo do ano passado usa um painel TFT IPS LCD, mas neste ano a empresa resolveu voltar a utilizar o Super AMOLED no J2 Pro. Com isto, a nova versão do J2 tem cores mais vibrantes, contraste mais forte e tons pretos realmente pretos.

Só que, apesar desta mudança, o Galaxy J2 Pro bem que poderia estrear com um painel de resolução HD. O que é exibido nele sempre fica com tom bacana, mas sempre com resolução limitada.

De qualquer forma, ponto para o J2 Pro.

USABILIDADE + DESEMPENHO

A Samsung não mexeu muito no hardware, também. Os dois modelos vêm com 16 GB de armazenamento e 1,5 GB de RAM. O J2 Prime, por sua vez, usa um processador MediaTek MT6737 de 1,4 GHz, e o J2 Pro vem com o Snapdragon 425 de 1,4 GHz.

Estas especificações limitadas revelam que os aparelhos realmente não conseguirão suprir um uso mais intenso, mas eles funcionam bem com apps de rede social - e em especial nas versões Lite. Com aplicativos mais pesados e que são atualizados em tempo real, alguns travamentos podem ser apresentados, bem como em jogos com muita ação e gráficos fortes.

Entenda que os dois aparelhos conseguem atender bem a faixa de mercado em que trabalham, logo são dispositivos ok para o uso básico. Neste caso, o J2 Pro tem a vantagem do software mais recente, que tem mais fluidez e recursos como a Pasta Segura.

Sendo assim, com uma diferença apertada, o J2 Pro leva esse ponto.

CÂMERAS

As câmeras também não ganharam tanto destaque neste ano. Os dois celulares trazem as mesmas especificações: 8 MP (f/2.2) na traseira e 5 MP (f/2.2) na frontal, com flash LED para os dois lados. E a Samsung manteve os modos HDR, o de panorama, o manual e outros.

Neste caso, as considerações acabam sendo as mesmas: fotos bem nítidas durante o dia, com boa relação de contraste e muitos detalhes, mas ainda com muito ruído e baixa nitidez em cenários com baixa iluminação.

De modo geral, os cliques são bem legais para alimentar o feed do Instagram ou para fotos menos exigentes. Afinal de contas, a principal diferença entre eles, falando das câmeras, é que agora o J2 Pro vem com suporte para gravações em Full HD, enquanto o J2 Pro fica limitado em 720p.

BATERIA

Estes dois smartphones trazem baterias de 2.600 mAh, e elas são removíveis, para quem quiser substituir o componente. Mas eles também continuam demorando cerca de 3 horas para devolver a energia completamente, o que é um tempo beeeeem longo.

Em nossos testes, com vídeos rodando em streaming por Wi-Fi (e brilho no máximo), o J2 Prime registrou uma descarga média de 10% por hora, enquanto que o seu irmão mais recente oscilou entre 10 e 11%.

Sem nenhum ganho extra de bateria, vamos considerar um empate entre eles, já que ambos terão autonomia para um dia inteiro de uso intenso. E se você for econômico, até consegue chegar a manhã seguinte de uso, já que ainda temos os modos de economia de energia da Samsung.

PREÇO

Considerando os preços de lançamento, o J2 Prime chegou por R$ 799 e o J2 Pro por R$ 749. Nos dias de hoje, o modelo de 2017 pode ser encontrado por cerca de R$ 500 no varejo, enquanto que o celular de 2018 fica na faixa dos R$ 520 a R$ 599.

Nós normalmente consideraríamos o modelo com preço mais em conta, mas:

  1. O J2 Pro tem display Super AMOLED;
  2. Ele está atualizado para o Android 7.0 Nougat, e o J2 Prime parou no Marshmallow.

Se você encontrar o J2 Pro nesta faixa de preço, ele certamente valerá mais a pena por ter vida útil um pouco maior. Caso contrário, ainda pensando no custo benefício, ainda seria válido optar pela versão J2 Prime como opção de entrada e mais acessível.

QUEM GANHA?

  • Galaxy J2 Prime: construção, bateria, preço
  • Galaxy J2 Pro: construção, display e multimídia, usabilidade + desempenho, câmeras, bateria, preço

Ainda com essa pontuação em mente, as mudanças não foram são gritantes de um para o outro. O J2 Pro tem painel Super AMOLED, pode filmar em Full HD e tem software mais recente, possibilitando usar o recurso de duplicar alguns apps. Já o J2 Prime está mais barato, tem TV digital e recursos básicos que continuam funcionando bem.

Mas, e vocês, qual dos dois levaria para casa?

Gostou desse vídeo?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Ofertas Galaxy J2 Pro