Análise de Produto 344 / 422 vídeos

Xiaomi Mi Max 2 [Análise / Review]

10:04 | Por Redação | 31 de Outubro de 2017
TUDO SOBRE

Xiaomi Mi Max 2

A Xiaomi possui uma extensa linha de produtos, indo de drones, mochilas, ultrabooks e lâmpadas inteligentes até a sua especialidade: os smartphones, que sempre são sinônimo de boas especificações e preços bem competitivos no mercado oriental.

E como a Xiaomi é conhecida por atirar pra todos os lados e lançar smartphones de diversas faixas de preço e de especificações, ela nos apresentou o colossal Mi Max 2, sucessor do já enorme Mi Max do ano passado, e que rompe a barreira do bom senso ao ficar entre a tênue linha que divide os tablets dos smartphones, sendo maior que um phablet e menor que um tablet.

A gente te conta tudo sobre esse smartphonão em mais essa análise.

UM GIGANTE BEM CONSTRUÍDO

O MI Max 2 É um dos maiores smartphones que já testamos aqui no Canaltech, sem ser propriamente um tablet. Com o corpo do aparelho todo feito em alumínio, com vidro 2.5d na parte frontal, e todo feito em uma estrutura unibody pesando incríveis 211 gramas, que podem parecer um tijolo quando você pensa em um gadget que fica no bolso da sua calça, mas pelo menos o peso é muito bem distribuído pelo corpo do aparelho, que aliado às bordas curvas, garantem uma pegada surpreendentemente boa nas mãos, até o seu cérebro entender que sua mão não encolheu, e foi o smartphone que cresceu mesmo.

Na parte traseira temos as linhas de antena em cima e embaixo do aparelho, seguindo o mesmo layout do One Plus 5 e iPhone 7, com a sua câmera principal, flash dual tone, sensor de impressões digitais e logo da Xiaomi.

Nas laterais temos os botões de controle de volume, botão Power, gaveta híbrida para dois SIM cards ou cartão SD.

Na parte superior temos o conector para fones de ouvido e um sensor infravermelho que pode ser usado para controlar TVs, ar condicionado, ou até trollar as TVs do shopping.

A pegada final do aparelho é excelente se pensarmos em um dispositivo com esse tamanho enorme  e sem contar com os truques de displays infinitos de smartphones mais caros, tornando o Mi Max 2 uma incógnita, medindo 174,1 milímetros de altura por 88,7 milímetros de largura, com impressionantes 7,6 milímetros de espessura.

DISPLAY E MULTIMÍDIA

O Mi Max 2 não é grande a toa: Nós temos aqui uma ótima tela IPS LCD de 6.4 polegadas, na resolução full hd , e com 342 ppi de densidade, com uma boa reprodução de cores, brilhos e contrastes dentro dos limites claros do LCD, e mesmo assim se mantém com cores vibrantes e contraste muito equilibrado, com ótimo equilíbrio entre as tonalidades frias e quentes, sendo uma ótima opção para consumir filmes, mídias e jogos numa boa.

A taxa de pixels por polegada do display é mais baixa devido ao tamanho descomunal do display, e essa falta de pixels extras não os torna visíveis na tela, mostrando que a Xiaomi fez um excelente trabalho aqui. Pode ficar tranquilo pois a Xiaomi equipou esse displayzão com a tecnologia Corning Gorilla Glass 3.

Um smartphone desse tamanho pode ser um pesadelo pra quem usa calças com bolsos pequenos ou não anda de mochila por aí, não cabendo direito em nenhum bolso de calças jeans ou shorts mais comuns, e pode sequer entrar em bolsos de calças femininas, normalmente mais justinhos. Ou você compra uma mochila, ou manda aumentar os bolsos das suas roupas, caso contrário, Mi Max 2 vai dar trabalho pra ser levado por ai a tiracolo.

ESPECIFICAÇÕES

O Mi Max 2 é um intermediário nato, contando com especificações bem interessantes. Ele vem equipado com:

  • Chipset Snapdragon 625
  • CPU Octa-core (2.0 GHz) Cortex-A53
  • GPU Adreno 506
  • 4 GB RAM
  • Bluetooth 4.2
  • USB-C

E para vocês que amam ver os smartphones pegando fogo, aqui vão alguns resultados dos testes de benchmark que realizamos no Mi Max 2.

USABILIDADE E DESEMPENHO

O Mi Max 2 tem a sua tela enorme e bom hardware intermediário como aliados para oferecer uma grande experiência de uso no dia a dia. Mas será que a MIUI ajuda nisso? Há features suficientes embarcados no Mi Max 2 que compensam na hora de gastar a sua grana em um dispositivo peculiar como esse?

O Mi Max 2 tem a MIUI como o seu sistema operacional. Sim, ainda é Android, baseado no Nougat inclusive, e com a MIUI 9 já a caminho para o dispositivo. Falando nela, o sistema operacional tem a cara do iOS da Apple, mas com a liberdade do Android, um crossover perfeito para muitas pessoas, e um sacrilégio para os puristas do Android.

A interface oferece experiência fluida em quase 100% do tempo, tornando ela a queridinha das roms modificadas entre os mais ávidos por customizar o Android. Se você for fã de algo minimalista, vai se irritar fácil com as cores berrantes e os ícones chamativos da MIUI, então, pense bem antes de comprar o seu Xiaomi.

Falando em desempenho, o Mi Max 2 é bem rápido, usando todo o poder do seu Snapdragon 625 para rodar tudo o que há na Play Store sem problemas, e em certos casos você verá a qualidade de alguns games caírem para o médio por conta das limitações do processador intermediário. Tudo roda com fluidez, tanto na abertura e transição entre apps, até em games mais pesados, como Unkilled, Real Racing 3 e Breakneck, que rodam muito bem sem sobrecarregar o dispositivo.

O áudio é um show a parte, com speakers stereos embaixo e na parte frontal do dispositivo, oferecendo um bom som em volume alto e envolvente.

CÂMERAS

O Mi Max 2 possui um conjunto de câmeras bem medianas, com o sensor principal contendo 12 megapixels, abertura de f/2.2, foco PDAF e gravação de vídeos em até 1080p à 30 quadros por segundo.

A câmera é beeeem basicona, tirando boas fotos em luz plena, mas sem nível de detalhamento absurdo e pouca entrada de luz a noite por causa da abertura menor de f/2.2.

Isso torna a câmera apenas decente para fotos durante o dia, mas fotografar a noite pode ser um terror por conta do foco lerdo e pouca abertura, mostrando que a prioridade da Xiaomi aqui é posicionar as câmeras como shooters básicas para redes sociais.

BATERIA

Temos aqui uma enorme bateria de 5.300mah, que precisa ser grande mesmo pra alimentar esse enorme display, e aliada ao Snapdragon 625, ao menos no papel, seria o caso de mais um smartphone campeão de desempenho de bateria.

Será que esse é o caso?

A câmera frontal possui 5 megapixels e uma abertura levemente maior de f/2.0, que até tira boas selfies de dia, e com truques legais de hardware como o ângulo mais aberto para selfies em grupo, ou truques nem tão úteis assim de software como o lance de tentar adivinhar a sua idade pela sua expressão facial, ou filtros em tempo real que ajudam a pessoa a parecer mais tumblr do que nunca. Selfies noturnas ficam razoáveis se você tiver paciência e alguma luz disponível, mas não espera nada de incrível aqui. A câmera frontal também grava vídeos bem decentes nos seus stories do Instagram e Snapchat, então dá pra aproveitar bastante o conjunto de lentes aqui, sabendo das suas limitações.

Nos dias de uso mais intenso, com 4g sempre ligado e realizando muito streaming de Spotify, Youtube e Netflix durante o dia, tela com o brilho sempre do médio pro máximo, consumo intenso de games pesados por uma hora e bastante uso dos apps de mensageiros e redes sociais como Facebook, Telegram e Instagram, eu consegui chegar tranquilamente até o fim do dia com mais de 40% de bateria em todos os casos, isso em um uso bem intenso diariamente.

No nosso teste de stress, realizando streaming de vídeos em qualidade máxima, com todo o brilho da tela e volumes maximizados por uma hora ininterrupta, o Mi Max 2 teve uma taxa de descarga de aproximadamente 11%, o que mostra que o dispositivo é um tanque de guerra no quesito bateria, entregando facilmente dois dias de uso moderado para qualquer usuário padrão, e atendendo até mesmo os mais assíduos e viciados usuários de smartphone como eu.

VALE A PENA?

O Mi Max 2 é realmente um dispositivo intrigante e que atenderá muito bem quem procura por um pequeno tablet ou uma central multimídia, com excelente áudio embutido e uma tela enorme com ótima resolução para jogar e assistir conteúdo audiovisual.

Já que curte um smartphone pequeno e discreto vai passar longe desse Megazord em formato de smartphone, que não cabe nem nos bolsos da minha calça de gordo, e que chama bastante a atenção por onde passa pelo seu tamanho exagerado.

Você curte um smartphone grande e não liga em ter que carregar ele na mochila com você?

Aí nós recomendamos o Mi Max 2 pra você, que terá uma das melhores telas do mercado nessa categoria de tamanho absurdo, e levará de quebra um excelente áudio, bateria e desempenho.

 

Gostou desse vídeo?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.