Análise de Produto 476 / 522 vídeos

Samsung GALAXY BUDS: fones com mais bateria e menos sensores que o IconX [Anális

08:36 | Por Wellington Arruda | 29 de Abril de 2019
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Galaxy Buds

Ficha técnica

Os novos fones sem fio Galaxy Buds chegaram para substituir o Gear IconX. Eles agora estão disponíveis nas cores branco, preto e amarelo, pesam somente 5.6 gramas (cada) e trazem formato mais moderno. Até a “caixinha”, que serve para guardar e carregar os fones, ficou menor e com peso aproximado de 39.6 gramas.

Mas não só esteticamente eles mudaram. Cada um dos fones têm 53 mAh de bateria e a caixinha tem 252 mAh. A Samsung também promete 6 horas de reprodução com eles e que, em apenas 15 minutos de recarga, eles ficam prontos para cerca de duas horas de uso.

Conseguimos atestar a primeira dessas métricas, já que ele funcionou facilmente (com a carga do estojo, também) por três dias. Em uso direto, atingimos 5 horas de reprodução. Essa nova case, além de ser menor, agora tem entrada USB-C.

A proposta dos Buds é simples: oferecer praticidade, leveza e conectividade para durar mais tempo do que a última geração no seu ouvido. Nós ficamos incrédulos quanto a boa parte dessas novidades, mas o gadget se mostrou muito funcional e com pareamento rápido entre dispositivos.

Ele se conecta via Bluetooth (5.0, nos fones) e tem uma troca muito rápida entre os dispositivos conectados. Se você costuma usar fones sem fio tanto com o celular quanto com o computador, por exemplo, então pode entender isso como um recurso muito bom.

Por outro lado, os Buds perderam alguns itens que estrearam na geração do IconX. Por exemplo, não há mais memória interna de 4 GB, então a reprodução de músicas só acontece a partir do seu smartphone, PC ou outro gadget conectado.

Cada fone tem a “traseira” em plástico fosco, porém envolto de borracha para se alinhar e ficar confortável no seu ouvido. A Samsung também manda dois pares de borrachas com tamanhos diferentes para que eles se adaptem melhor ao seu corpo.

Naturalmente, muita gente se incomoda com este formato, mas muita gente também prefere ele em relação aos AirPods, por exemplo. Com o kit de borrachas de tamanho ideal, eles realmente ficam firmes. Isso, claro, se estende ao uso normal, tendo em vista que movimentos mais bruscos podem, sim, fazê-los cair.

Isso seria válido, por exemplo, para quem pratica esportes. Comigo, andando de skate, ele chegou a cair do ouvido. Mas isso, novamente, com movimentos bruscos. É… é melhor não andar de skate com os Buds.

Além da resistência ao suor (IPX2), os novos fones também contam com sensores de toque para algumas ações. Esse é o esquema adotado pela Samsung:

  • 1 toque para pausar/reproduzir músicas;
  • 2 toques para pular para a próxima música ou para atender/encerrar chamadas;
  • 3 toques para voltar uma música;
  • Tocar e pressionar pode ativar o “som ambiente rápido”.

Não há toques/gestos para aumentar ou reduzir o volume direto nos fones. Para isso, ou você usa o smartphone ou pede para o Assistente.

Atualização (30/04): após a publicação desta análise, recebemos comentários de usuários e leitores do Canaltech sobre os gestos para aumentar e diminuir o volume do som nos Galaxy Buds. Esta é uma função muito bem-vinda, mas que, aparentemente, não estava disponível no período de testes. Os Galaxy Buds testados pelo Canaltech foram fornecidos em fevereiro, e posteriormente a fabricante disponibilizou atualizações com melhorias para os gestos e afins.

Mas, claro, até chegar neste momento você precisa configurar os Buds. E isso é extremamente rápido, especialmente se você usa um smartphone da companhia. Para quem usa outros dispositivos (Android ou iOS) o emparelhamento também é rápido. O “problema” aqui é que o aplicativo Galaxy Wearable, responsável por gerenciar recursos, notificações, equalizador, modos de som e mais, só está disponível para Android.

Nós tivemos uma experiência legal com o som reproduzido nos Buds. Os graves são menos intensos, mas em níveis baixos e médios as respostas foram boas. Ele não tem aqueles momentos de “explosão” ou maior impacto, mantendo o áudio num ritmo “flat” independente se você está ouvindo Pink Floyd ou Criolo.

Em tempo, os Buds suportam os codecs Scalable (da própria Samsung), AAC e SBC. Ele perdeu, neste caso, suporte ao codec AptX (presente no IconX).

Sendo assim, a experiência, qualidade e experiência sonora são boas, mas isto não significa que você possa se impressionar e dizer “é, esse aqui é bichão dos fones sem fio”. Isso é algo que agrada, já que tecnologias da AKG estão nele. E o isolamento de ruído também é uma boa pedida, o que é um ponto bem positivo para cidades barulhentas.

Somente nas ligações que nós tivemos uma experiência... menos divertida. Eles soam de forma clara em locais internos, mas na rua os microfones perdem definição e ganham em ruído.

Mas, olha, ainda temos alguns extras bem legais com os Buds. O recurso “Som Ambiente”, por exemplo, faz com que eles transmitam o ruído externo para dentro dos fones, o que é ótimo para quem costuma correr na rua. E o “Buscar meus fones” serve para emitir um aviso sonoro em caso de você acabar esquecendo um deles em algum lugar que não se lembra.

Sendo assim, os Buds funcionam como uma boa opção para quem busca fones sem fio. Eles são leves, a caixinha cabe no seu bolso sem incomodar, a duração média de bateria é muito satisfatória e eles ainda têm visual discreto.

O valor estipulado pela fabricante para os fones sem fio é de R$ 999. Se você tem um dispositivo Android, a experiência certamente será boa. No iOS ela não é tão rica, assim, porque o app Galaxy Wearable não está disponível.

Especificações

  • Dimensões e peso: 5.6 gramas (cada) e 39.6 gramas a caixinha
  • Conectividade: Bluetooth 5.0
  • Bateria: 54 mAh (cada) e 252 mAh (caixinha)
  • 6 horas de reprodução nos fones; +7 horas carregando na caixinha. Carregamento sem fio. 15 minutos de recarga oferecem quase duas horas de reprodução.
  • Sensores: Acelerômetro, proximidade, touch, ambiente
  • Compatibilidade: Android 5.0 e 1.5 GB
  • Memória: Gear IconX: 4 GB. O Buds não tem memória interna.
  • Microfones: Adaptive Dual Microphone - resumidamente, reduz o ruído ao seu redor para conversas. Ele também permite que o ruído externo seja “reproduzido”, como no IconX, evitando que você seja atropelado e afins quando está na rua.
  • Extras: suporte ao Bixby;
  • Preço: US$ 130, R$ 999
  • Aplicativo: Galaxy Wearable
Gostou desse vídeo?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.