Análise de Produto 482 / 490 vídeos

LG K12+ [Análise / Review]

10:09 | Por Wellington Arruda | 08 de Maio de 2019
Tudo sobre

Saiba tudo sobre LG K12+

Ficha técnica

Uma das linhas de maior sucesso da LG no Brasil é a K. De acordo com a empresa, desde 2016 mais de 99 milhões de unidades foram vendidas, sendo 13 milhões aqui no país. Em 2019, o K12+ vem como evolução natural do K11+, e nós contamos a você qual é a experiência de uso com ele.

O K12+ é um smartphone de entrada com construção em plástico. A LG deu um toque metalizado bem legal e trouxe as cores azul, platinum e preto. Como no K11+, ele traz a câmera e flash alinhados, e logo abaixo o leitor de digitais. O sensor funciona bem, mas a animação do sistema não é das mais fluidas.

O novo celular também traz resistência militar, que não faz dele indestrutível como um Nokia Tijolão, mas faz ele mais resistente a diferentes temperaturas, impactos e arranhões, por exemplo. Não há resistência real divulgada contra água, entretanto.

Por outro lado, ele muito leve e não incomoda nem nas mãos nem no bolso, embora a maior parte do peso pareça estar no topo – não que isso incomode, é só um detalhe nessa distribuição.

Seguindo as promessas, ele tem um botão dedicado para o Google Assistente; você pode desativá-lo, mas não pode usá-lo para outra função. Nos atalhos do sistema, há como iniciar a câmera rapidamente pressionando o botão de “volume -” e de energia. Sim, os dois. É tão confuso quanto essa lateral com botões e entradas.

Se o botão-que-pode-virar-fantasma lhe incomodar, lembre que há slots dedicados para dois chips nano (4G) e para microSD (até 2TB).

Ele é um pouco mais esticado que o K11+ e sua pegada é mais firme. Como não há tanta ambição na relação tela x corpo, ainda temos as velhas bordas. São 5,7” HD+* contra 5,3” HD do K11+ – ambos LCD.

A tela do K12+ tende ao uso confortável e dentro dos limites. Não há contraste profundo em tons escuros ou maior definição; por outro lado, as cores são bem apresentadas e a grande maioria dos apps não fica desproporcional.

Mas nós também temos a presença do DTS:X 3D, o que é ótimo – mas apenas para dispositivos externos, aparentemente. A qualidade com fones de ouvido também se dá melhor do que a caixa de som única, mas ela não vai decepcioná-lo, já que há pouca distorção do que é ouvido.

O desempenho do K12+ é limitado. Apps podem iniciar ou carregar arquivos com certa lentidão, jogos com gráficos pesados nem sempre vão funcionar – a dica é: reduzir os gráficos – e a multitarefa não segura apps por muito tempo.

Ele não é voltado para desempenho, mesmo, mas sim para uso social, e nisto cumpre bem o seu papel. Vez ou outra ainda há atrasos na navegação, embora muito menos frequente do que com games.

A LG opta pelo Android 8.1, mas não detalha se haverá update para o Android 9 ou posterior. Existem vários apps pré-instalados – alguns úteis, outros repetitivos –, mas sentimos menos intrusão e recursos “desnecessários”.

Internamente, ele traz o chip Helio P22, 3 GB de RAM, 32 GB de memória e 3.000 mAh de bateria. 

Nós atingimos médias de 6 horas de tela para um dia inteiro de uso, saindo por volta das 9h da tomada e voltando entre 22/23h para uma nova carga. Nos testes de estresse, registramos 11% de descarga média por hora. E… bem… ele é um celular básico que continua com microUSB: foram 62% em 1 hora e 100% em 2 horas.

O K12+ tem uma câmera de 16 MP (f/2.0) e faz selfies com 8 MP (f/2.0), ambas com PDAF e flash integrado. A parte bizarra durante os testes é que o preview das imagens foi bem… péssimo. Mas os resultados são bons e, principalmente se houver boa iluminação.

Mas o K12+ faz boas fotos. Locais bem iluminados facilitam para a calibração de cores e o ruído fica mais baixo, bem como as sombras e detalhes (como relevos) são preservados. Contra o sol, mesmo com HDR ou modo AI ligado, você pode presenciar fundos estourados, mas no geral as fotos do novo celular da LG ficam num bom nível para os seus competidores. Mas isso com boa luz…

Em locais internos com menos iluminação ou então noturnos, as fotos perdem qualidade, nitidez, as cores ficam mais “lavadas” e o ruído é consideravelmente visível.

Desta forma, o update do K11+ para o K12+ não é dos mais significativos, considerando que o desempenho não evoluiu de forma visível. Outros pontos do aparelho agradam, como a câmera, bateria e visual polido.

Mas seu preço de R$ 1.199 não é dos mais convidativos, ainda mais considerando que o Galaxy M20 tem o mesmo preço, uma câmera extra e mais bateria; ou o Moto G7 Play, com performance e software mais leve, por um valor mais baixo.

Especificações técnicas

  • Tela: 5,7” TFT/LCD HD+ (1440 x 720p - 282ppi)
  • SoC: MediaTek MT6762 (P22) octa-core 2.0 GHz
  • Lançado em março de 2018.
  • Memória/RAM: 32 GB (~20 GB livres) + 3 GB
  • Software: Android 8.1.0 com planos para Android 9 (sem infos sobre Android Q)
  • Câmeras: 16 MP (f/2.0) PDAF, HDR, flash LED + frontal 8 MP (f/2.0) PDAF e flash LED
  • Grava em [email protected] nas duas câmeras
  • Bateria: 3.000 mAh
  • Sensores: acelerômetro, proximidade, luz
  • Conectividade: confirmar 4G nos dois SIMs, Bluetooth 5.0, Wi-Fi ac, porta microUSB
  • Dimensões e peso: 153.0 X 71.9 X 8.3 mm, 150 gramas
  • Cores: preto, platinum e azul
Gostou desse vídeo?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Ofertas LG K12+

Citadas no Vídeo