Restaure seu Linux facilmente a um estado anterior com o TimeShift

Por Giancarlo Silva

Chega um momento em que, não importa qual sistema operacional você use ou o quanto você cuide bem dele fazendo manutenções periódicas, o sistema perderá desempenho. Embora contemos com ferramentas de manutenção e limpeza que ajudam a manter o computador rápido e eficiente, cedo ou tarde o sistema operacional precisará de uma limpeza mais profunda, ou até mesmo ser formatado e reinstalado.

Mas também existem ferramentas que fazem mais do que apenas limpar a sujeira de um sistema: softwares especializados em capturar um estado da máquina e salvá-lo para que seja carregado posteriormente, revertendo quaisquer mudanças boas ou ruins feitas no sistema ao estado salvo.

Hoje apresentaremos o TimeShift, uma ferramenta que permite a computadores com Linux fazer essa mágica. Aprenda agora como instalar esta interessante ferramenta em sua distribuição Linux. Em nossos testes, foi utilizado o sistema operacional Xubuntu (que nada mais é do que o Ubuntu com a interface gráfica XFCE), mas todas as versões do Ubuntu e demais sistemas baseados em Debian suportam a instalação do TimeShift.

Passo 01

Abra o terminal em seu sistema e execute os seguintes comandos, na ordem em que são listados abaixo. O primeiro comando adiciona o repositório PPA dos desenvolvedores do TimeShift e o segundo comando atualiza a lista de repositórios salvos no Linux:

  • sudo apt-add-repository -y ppa:teejee2008/ppa
  • sudo apt-get update

Passo 02

Instale o TimeShift digitando o seguinte comando abaixo e dando ENTER:

  • sudo apt-get install timeshift

Passo 03

Procure pelo TimeShift no menu do seu sistema Linux ou busque pelo nome do programa na caixa de busca. Abra-o e digite a sua senha do sistema, caso solicitado:

TimeShift

A tela inicial do TimeShift mostrará logo abaixo da barra de menus um menu dropdown com o disco rígido e a quantidade de espaço disponível nele. É possível clicar nesse menu e escolher um disco rígido ou partição diferente que receberá o backup salvo. Feito isso, basta clicar no botão "Backup" para criar uma snapshot, uma imagem do sistema que salva todo o estado atual do sistema operacional, como softwares e pacotes instalados, configurações de sistema e demais informações.

Caso você tenha feito alguma mudança indesejada no seu Linux, basta abrir novamente o TimeShift, selecionar a snapshot previamente criada e clicar em "Restore". O programa pedirá a confirmação e logo em seguida reiniciará o sistema, restaurando tudo ao estado anterior.

TimeShift

O TimeShift também tem vários recursos bastante práticos: é possível agendar backups automáticos de snapshots com várias opções de periodicidade, além de agendar a exclusão de backups muito velhos para evitar que o HD fique lotado. O software também é capaz de clonar um sistema operacional inteiro de um HD para outro.

TimeShift

Nas opções avançadas, é possível fazer a restauração individual de cada arquivo, pacote e diretório do sistema, bastando selecionar os itens desejados na lista e ordenando a restauração.

TimeShift

Certamente o TimeShift é uma mão na roda para quem deseja manter uma boa performance do sistema Linux, além de facilitar muito a vida de técnicos de informática que encontrarão nele um belo pacote de ferramentas imprescindíveis. Se você precisa de um meio pratico de fazer manutenção em seu Linux, o TimeShift é a escolha ideal.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.