Quais as vantagens do Wireless 5 GHz?

Por Colaborador externo | 23.06.2015 às 08:51

Por Fábio Appel*

A tecnologia de conexão AC é o assunto do momento quando falamos em redes sem fio, mas neste artigo iremos focar na consolidação da frequência de 5GHz como uma tendência para os próximos anos. Para entender seus benefícios e suas desvantagens precisamos diferenciá-la da frequência mais comum nos dias de hoje.

A principal diferença entre as frequências sem fio de 2,4 GHz e 5 GHz diz respeito ao número de dispositivos por frequência. A 2,4 GHz sofre mais interferência que a 5 GHz. Isso ocorre por dois motivos: primeiro porque o velho padrão 11g utiliza apenas a frequência de 2,4 GHz, e esse é o padrão mais utilizado em escala global. Além disso, a 2,4 GHz tem menos opções de canal - apenas três - enquanto a 5 GHz apresenta 23 canais sem sobreposição. O segundo motivo é que muitos outros aparelhos “roubam” a frequência 2,4 GHz, como os fornos micro-ondas e telefones sem fio. Esses dispositivos criam um ruído que diminui ainda mais a velocidade das redes sem fio.

A segunda diferença é o alcance, já que a 2.4 GHz é capaz de chegar mais longe do que a de 5 GHz. Isso acontece por conta de uma característica básica das ondas, que se dispersam muito mais rápido em frequências mais altas. Então, se a sua maior preocupação for a cobertura, você deve optar pela 2.4 GHz.

Apesar da frequência de 5 GHz ter alcance menor do que a de 2,4 GHz, ela é capaz de transmitir mais dados por segundo porque é virtualmente livre de interferências. É possível, por exemplo, ter até 20 dispositivos de rede próximos operando na mesma frequência sem que haja perda de sinal ou velocidade de internet.

Além disso, todos os roteadores que operam na frequência de 5 GHz são dual band, ou seja, também operam em 2,4 GHz simultaneamente, permitindo aos dispositivos que ainda não trabalham em 5 GHz também se conectarem.

Em todos os aspectos, optar pela frequência de 5 GHz é a melhor opção, pois o usuário terá mais canais e poderá se isolar de outras redes, além de sofrer muito menos interferência. Mas as frequências de radares e de tecnologias militares também são de 5 GHz, o que pode gerar alguma interferência. Muitos países exigem que aparelhos operando na frequência de 5 GHz devem suportar tanto o DFS (Dynamic Frequency Selection) quanto o TPC (controle de potência de transmissão).

Outra vantagem diz respeito ao desempenho dos aparelhos. Com um roteador compatível ou WAP, smartphones e tablets vão ter um desempenho muito melhor, pois com um sinal mais forte e alta taxa de transferência, eles utilizarão menos energia para obter o sinal sem ruído, o que resulta em melhor vida útil da bateria, além de melhor desempenho da rede.

Acredito que, com as vantagens da tecnologia AC e da frequência de 5 GHz, aliada à popularização da internet por fibra óptica na América Latina, a demanda por roteadores de alta velocidade deve crescer significativamente nos próximos anos. Com isso, a adoção desse tipo de tecnologia será cada vez mais natural, o que poderá diminuir seus custos, ainda elevados no país, que representam hoje a maior barreira para sua popularização.

* Fábio Appel é coordenador de produtos da TP-LINK no Brasil.