Facebook desiste de fabricar drones para levar internet a áreas remotas

Por Eduardo Hayashi | 27 de Junho de 2018 às 10h10
Wired
Tudo sobre

Facebook

O Facebook informou nesta quarta-feira (27) que está cancelando todos os planos envolvendo o seu programa para a construção de drones para levar acesso à internet a regiões remotas do mundo. Com a decisão, a companhia declarou que realizará o fechamento da unidade que estava atuando no desenvolvimento das aeronaves autônomas que seriam alimentadas por energia solar e demitirá os 16 funcionários envolvidos na iniciativa.

Anunciado inicialmente como projeto Aquila em 2014, o projeto envolvia o desenvolvimento de um drone de grande porte, chamado de HAPS (High Altitude Platform Stations), que sobrevoaria regiões específicas emitindo ondas milimétricas em direção ao solo. A ideia era que a tecnologia seria capaz de garantir o acesso à web com conexão de alta velocidade para regiões específicas.

Com o fim da iniciativa, o Facebook disse que pretende utilizar métodos já existentes para atingir o mesmo objetivo ao lado de companhias especializadas em aeronaves, a exemplo da Airbus, para continuar com os avanços da tecnologia HAPS e para prosseguir com as pesquisas envolvendo a elaboração de sistemas de baterias de alta densidade e computadores de bordo mais eficientes.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Apesar de ter passado por altos e baixos, o projeto Aquila conseguiu estabelecer recordes de uso da tecnologia de rede milimétrica e realizar dois voos de teste em grande escala bem-sucedidos. Isso não impediu a iniciativa de ser alvo de polêmicas, quando o Facebook foi acusado de encobrir uma aterrissagem forçada causada por falhas nas turbinas, que teria supostamente ocasionado em danos à aeronave.

Fonte: The Guardian

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.