Cliente da Claro que teve WhatsApp clonado deve receber indenização de R$ 20 mil

Cliente da Claro que teve WhatsApp clonado deve receber indenização de R$ 20 mil

Por Natalie Rosa | 06 de Agosto de 2019 às 15h57
Reprodução

Uma cliente da Claro foi à justiça por ter o seu aplicativo do WhatsApp clonado, em setembro do ano passado, e agora deve ser indenizada pela operadora em R$ 20 mil. Segundo decisão da 22ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo, houve falha na prestação de serviços.

Com a clonagem, o criminoso conseguiu invadir o histórico de conversas, chegando a pedir dinheiro emprestado se passando pela vítima. Ao procurar a operadora, foi aconselhada a adquirir uma nova linha telefônica e outro dispositivo para evitar uma nova clonagem. No entanto, a nova linha também teve o WhatsApp clonado.

Imagem: Reprodução

A situação se complicou ainda mais quando a linha antiga não foi desativada, fazendo com que os contatos da cliente continuassem recebendo as mensagens, inclusive pedindo dinheiro.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A autora da ação alega que, além de demorar para ter o problema solucionado e para as linhas serem canceladas, não havia sido bem atendida pela Claro. A ação foi julgada em primeira instância com indenização fixada de R$ 5 mil, mas a cliente recorreu pedindo R$ 30 mil.

Então, o Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu aumentar o valor da indenização considerando falha na prestação de serviço e danos morais.

Fonte: Convergência Digital

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.