Brasil é o 6º país com maior número de acessos à banda larga fixa no mundo

Por Wagner Wakka | 26 de Março de 2019 às 22h20
Tudo sobre

Anatel

Saiba tudo sobre Anatel

Ver mais

Um novo relatório da Assessoria Técnica da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) mostra que o número de assinaturas de banda larga fixa no Brasil aumentou 276% entre 2005 e 2018. Os dados divulgados na última segunda-feira (25) colocam o Brasil em 6º lugar no mundo em número de acesso à banda larga fixa.

Dados e arte: Anatel

Segundo o relatório, houve um crescimento médio de 12,8% ao ano em números absolutos de assinatura. O ano de 2013 foi o momento em que mais houve novas assinaturas, com 2,9 milhões de novos acessos. Contudo, a taxa de crescimento vem caindo no país, com 1,8 milhões de assinantes recentes em 2018.

Dados e arte: Anatel

“O crescimento anual médio de acessos de banda larga fixa no Brasil (12,8%) é quase o mesmo ritmo do resto do mundo (13%). O ritmo de crescimento de banda larga fixa no Brasil está decaindo. A taxa média está próxima de 1% ao trimestre já há alguns anos”, aponta o estudo.

No geral, 67,5% da população utiliza internet, segundo levantamento de 2017, sendo que o número de mulheres conectadas é maior que o de homens,

Entre as operadoras, é possível observar que a Oi perdeu muito espaço de mercado para a Claro/NET em 9 anos. Em 2007, a Oi dominava o setor com 42,6% do mercado, sendo que desceu e 13,7%, ficando só com 19,2% do market share atual.

Dados e arte: Anatel

Em contrapartida, a Claro/Net saiu e 9,9% há 9 anos e subiu para 30% em 2018, um crescimento de 20,6% no período. A Vivo se manteve basicamente estável, com 24,3% do mercado no ano passado, registrando uma variação de 0,2% no período.

Dados e arte: Anatel

Tipo de conexão

Os dados da Anatel também mostram que internet via cabo ainda é o principal meio com 41,9% dos usuários para a versão metálica e 30,6% para a coaxial.

Desde 2006, é possível se ver também o aumento da disponibilidade de fibra óptica, hoje com 18,5% das conexões. neste sistema, grande parte dos assinantes ainda são da Oi, seguida de Vivo.

Dados e arte: Anatel

Os dados também mostram o avanço do número de cidades no Brasil com disponibilidade de fibra óptica, alcançando 89,4% da população,

Qualidade do serviço

O documento também faz um levantamento de satisfação do usuário, com uma nota de 1 a 10 de acordo com respostas de consumidores. A média do Brasil é de 6,43, sendo que a melhor é a Copel, com 8,35 e a pior é a Sky, com 5,87. Entre as gigantes, a TIM se destaca com nota 7,24.

Em termos de velocidade, a pesquisa aponta que a maioria (31%) da população tem uma internet entre 2 Mbps e 12 Mbps. Contudo, o acesso a planos mais altos aumentou nos últimos anos, com 26% dos usuários entre 12 Mbps e 34 Mbps, sendo que 26,1% acima de 34 Mbps.

Dados e arte: Anatel

No total, o ranking aponta que a velocidade média contratada é de 24,62 Mbps, sendo que em algumas regiões como São Paulo, Distrito Federal e Ceará, este número fica próximo de 30 Mbps.

Dados e arte: Anatel

Qual o custo disso? O relatório aponta que a média de preço é de R$ 3,5 por Mbps com tendência de queda.

Dados e arte: Anatel

O trabalho completo está disponível no site da Anatel.

Fonte: Anatel

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.