Emissoras AM devem migrar para frequência FM em novembro

Por Redação | 16 de Outubro de 2013 às 07h40

As rádios AM devem ganhar um novo fôlego chegando à frequência FM. Como a maioria dos aparelhos modernos, como smartphones ou tablets, não capta a faixa AM, as emissoras perderam rapidamente uma grande parcela de audiência, de acordo com Paulo Bernardo, Ministro das Comunicações.

Na 43ª Assembleia Geral da Associação Internacional de Radiodifusão, Bernardo afirmou que ainda não há um modelo único de transmissão de rádio, assim como ocorre com a TV. As informações são da Agência Brasil.

“O que nós vamos fazer ainda este ano é autorizar as rádios AM a se transformarem em rádios FM. Uma das pressões que temos para fazer o rádio digital é que a qualidade do rádio AM está caindo, principalmente nos grandes centros urbanos. Isso prejudica muito a audiência. A juventude, por exemplo, nem ouve mais rádio AM”, disse o ministro.

"Nós estamos fazendo uma solução que é importante, que é autorizar rádio AM para a faixa de FM. Isso vai ser assinado em novembro, que tem o Dia do Radialista".

Bernardo também confirmou o desligamento do sinal analógico de TV previsto para o primeiro semestre de 2015. Ele ressaltou que o governo vai incentivar a popularização de conversores de sinal para mitigar o impacto da medida para a população.

Com a liberação da frequência de 700 MHz, ocupada pelo sinal analógico atualmente, emissoras de rádio AM poderão usá-las. O presidente da Abert (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão), Daniel Slaviero, disse que, para garantir que os novos rádios possam captar essa faixa extra de FM, o governo vai publicar uma portaria que obrigará todos os receptores produzidos no Brasil a vir com atualização para a faixa estendida.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.