Ancine prevê que TV paga atinja mais de 60% dos lares brasileiros até 2017

Por Redação | 21 de Fevereiro de 2013 às 13h44
photo_camera R7

Manoel Rangel, presidente da Ancine (Agência Nacional do Cinema), anunciou nesta quinta-feira (21) o balanço do órgão pelos seis meses de aplicação das normas que preveêm a distribuição de conteúdo nacional nos canais pagos durante a Rio Content Market. A agência acredita que 60% dos lares brasileiros terão TV por assinatura até 2017. As informações são da coluna do Daniel Castro, do portal R7.

Com base nessa previsão, 35 milhões de assinantes de TV paga irão existir no Brasil até 2017, o que indica que o setor deverá praticamente dobrar de tamanho em menos de quatro anos. Atualmente, o país conta com 16 milhões de assinantes, o que significa que 27% das casas com um televisor têm pacotes pagos.

A agência acredita que com a expansão dos canais pagos, a TV aberta deverá sofrer com a perda significativa da audiência. Rangel ainda afirmou que o número de produções nacionais nos canais por assinatura quadruplicou ao longo de 2012 nos quinze canais que a Ancine está monitorando devido a cota para o conteúdo nacional, passando de 56 programas em janeiro do ano passado para 273 em dezembro.

Além disso, o número de canais credenciados com um espaço destinado ao conteúdo brasileiro também cresceu. Ao todo são 16 canais com transmissão de três horas diárias de programas nacionais e quatro com doze horas de transmissão brasileira. A Ancine também identificou os canais que não estão oferecendo a programação nacional estabelecida, e os que não empregaram as modificações de forma voluntária serão autuados pelo órgão.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.