Novos Rumos | SoftBank contrata 80% da WeWork

Por Fidel Forato | 23 de Outubro de 2019 às 15h45
Divulgação

Após os intensos rumores de negociação, a WeWork e a SoftBank anunciaram acordo que fará a gigante de tecnologia japonesa proprietária de cerca de 80% da empresa para escritórios compartilhados, depois de aportar mais de 10 bilhões de dólares. O investimento total da SoftBank na startup, que vive momento de dificuldade financeira, aumentará para mais de 13 bilhões de dólares.

Na dança das cadeiras, o ex-CEO da Sprint — empresa adquirida pela SoftBank em 2012 —, Marcelo Claure, será o novo presidente executivo da WeWork. Já Adam Neumann, o fundador e CEO que recebe mais de um bilhão de dólares para deixar o comando da empresa, se tornará conselheiro, sem poder de voto. Enquanto isso, Artie Minson e Sebastian Gunningham permanecem co-CEOs da WeWork.

No entanto, a WeWork afirma em comunicado que o SoftBank não terá a maioria dos direitos de voto em reuniões da empresa, não se tornando uma subsidiária.

SoftBank passa a controlar 80% da Wework

O CEO e presidente da SoftBank, Masayoshi Son, subestima o atual momento da WeWork e vê um futuro próspero. "Não é incomum que os principais disruptores tecnológicos do mundo enfrentem desafios de crescimento, como o que a WeWork acabou de enfrentar", afirma em comunicado.

Son é um importante player quando o assunto são investimentos na área de tecnologia através do Vision Fund, da Softbank. Essa nova injeção de capital sugere um importante voto de confiança nas perspectivas de longo prazo da WeWork, o que coloca Son fora de sintonia com a comunidade de investimentos internacional. Já que a startup adiou por tempo indeterminado os planos para a abertura de capital.

Resta, agora, aguardar a divulgação do próximo resultado trimestral da gigante japonesa para saber se foi ou não uma boa aquisição.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.