Parallels Desktop passa a suportar o DirectX 11

Por Nathan Vieira | 16 de Agosto de 2019 às 22h50
parallels

Os usuários do Parallels Desktop só têm a comemorar com a chegada da versão 15 do software fornecedor de virtualização de hardware, conhecido principalmente por executar Windows em um Mac. Isso porque, com a atualização, o Parallels passa a suportar o DirectX 11 (um conjunto de componentes no Windows que permite que software, principalmente e sobretudo jogos, trabalhe diretamente com o hardware de vídeo e áudio).

Na prática, isso significa que o software pode renderizar gráficos 3D até 15% mais rápido. Além do melhor desempenho em jogos, as melhorias feitas no Parallels Desktop 15 significam que o software pode abrir aplicativos do Microsoft Office até 80% mais rapidamente e também suporta uma ampla gama de aplicativos que não são necessariamente jogos, incluindo o Autodesk 3ds Max 2020.

Confira o trailer da atualização:

Além do suporte ao DirectX 11, o Parallels Desktop 15 também vai conseguir suportar o novo recurso Sidecar do macOS Catalina; ou seja, o usuário poderá usar os aplicativos do Windows em um iPad quando estiver usando-o como uma segunda tela para o Mac. Há também uma nova opção de compartilhamento para permitir o envio arquivos do Mac a partir do seu aplicativo padrão do Windows, e o recurso de arrastar e soltar do software agora suporta imagens do Safari, Fotos e outros aplicativos do macOS.

É válido notar que as vendas da versão 15 do Parallels Desktop estão disponíveis desde já. O interessado pode assinar os recursos Pro ou Business por US$ 99 (o equivalente a R$ 392) anualmente, ou se já tiver uma versão mais antiga do software, basta atualizar por US$ 49,99 (R$ 198). Outro ponto importante é que o software exige que seja executado no Mojave, a versão atual do macOS.

Fonte: Mac Rumors via The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.