Seis dicas para remover riscos da tela de seu smartphone

Por Felipe Demartini

A possibilidade de riscos na tela dos smartphones é um perigo real, ao qual todos estamos sujeitos. Mesmo com o uso de tecnologias avançadas como o Gorilla Glass ou soluções menores como películas ou capas protetoras, os malditos arranhões sempre acabam acontecendo, seja por falta de cuidado no uso, esquecimento ou simples atuação da Lei de Murphy.

É algo que incomoda já que, toda vez que você acessar o Twitter ou tirar uma foto, vai enxergar nada mais do que aquele risco e lembrar da burrice inocente cometida no outro dia. Na maioria das vezes, a única solução para o problema é a troca da superfície da tela, que em alguns casos, pode sair tão cara quanto a compra de um novo aparelho. E, mesmo assim, o perigo persiste. Ou aprendemos a conviver com eles, ou então, enlouquecemos.

Pensando em todos nós, que sofremos deste mal, o Mashable compilou uma lista de algumas soluções caseiras que podem até não resolver os riscos, mas podem esconder aqueles menos profundos ou enganar nosso cérebro por algum tempo. Em todos os casos, são métodos mais baratos que a troca do display. Não custa nada tentar, já que, no final das contas, sua tela já está arranhada mesmo.

A eficácia de algumas das soluções foi testada in loco pelo Canaltech na parte traseira de um iPhone que sofre sem uma capa protetora e tem apenas uma película para protegê-lo dos perigos do mundo lá fora. Os resultados você confere agora.

Pasta de dente

Há quem use o produto de higiene pessoal para polir joias ou aliviar a dor de queimaduras. Aqui, ele pode ser utilizado para disfarçar marcas na tela. Basta usar um cotonete ou pano bem macio e passe um pouco de pasta. Fique atento, porém, já que aquelas que são à base de gel não funcionam e ainda podem conter partículas que podem piorar a situação.

Com cuidado, passe o produto na tela em movimentos circulares e observe se os riscos estão desaparecendo ou, pelo menos, diminuindo de tamanho. Em seguida, limpe a tela com um pano levemente úmido ou lenços umedecidos, também com cuidado e atenção.

Em nossos testes, a solução até funcionou para esconder alguns dos riscos mais sensíveis, mas de nada adiantou contra os mais graves. Parece algo mais cosmético do que eficaz, e ficaram as dúvidas se mesmo os arranhões menores não voltarão a aparecer daqui a alguns dias.

Lixas

iPhone 4S

A ideia de lixar aquilo que já está arranhado pode parecer esquisita, e realmente é. Então, tome muito cuidado ao utilizar esse método, escolhendo os tipos menos abrasivos de material e esfregando com extremo cuidado, de forma a não causar mais danos do que aqueles que você está tentando consertar.

Para o Mashable, essa é uma solução principalmente para as laterais e bordas dos aparelhos, que com quedas, podem trincar ou acabar pontudas ou afiadas. Assim, o lixamento serve mais para garantir que o usuário não se machuque e que o uso do aparelho volte a ser confortável, mesmo sob pena de um pouco mais de arranhões.

Bicarbonato de sódio ou talco

O procedimento é basicamente o mesmo utilizado na pasta de dente. Faça uma pasta com duas partes de bicarbonato ou talco para uma parte de água e misture até que eles formem uma solução homogênea. Na sequência, utilize um pano macio com um pouco do produto e passe com gentileza na tela de seu aparelho, sempre em movimentos circulares.

Em nossos testes, a solução com talco parece ter funcionado um pouco melhor que a pasta de dente, removendo alguns dos riscos mais leves e até deixando a superfície mais brilhante. Mas, aqui, vale também a desconfiança do primeiro método: será que os arranhões realmente se foram ou estão apenas escondidos?

Óleo vegetal

Aqui, a solução é declaradamente temporária. O óleo de cozinha serve para esconder por algumas horas, ou dias, os arranhões da superfície. Basta usar um pano macio e algumas gotas do produto para besuntar a superfície do seu smartphone e observar os resultados instantaneamente. Na sequência, tenha a certeza de que removeu todo o produto.

A bagunça não compensa o resultado. Se você não limpar direito, a garantia é de um celular escorregadio e com aspecto esquisito, que pode até mesmo escapar da sua mão e cair, resultando em ainda mais arranhões. Por isso, não exagere no óleo e certifique-se de que tudo foi muito bem limpo. Ou, então, prefira alguma das outras opções, que podem até ser temporárias, mas garantem resultados mais duradouros.

Alúmen de potássio e ovos

Alumen de potassio

Uma mistura inusitada e digna de Walter White é citada pelo Mashable como uma das melhores alternativas para remover riscos da superfície de aparelhos. O alúmen de potássio é um sulfato duplo do elemento com alumínio. Nos Estados Unidos, é encontrado facilmente em drogarias, mas por aqui, uma pesquisa rápida no Google gerou resultados apenas no Mercado Livre, com o produto sendo vendido em pó ou cristais por preços que giram em torno de R$ 30 o quilo.

A receita é a seguinte: misture um ovo com uma colher de chá de alúmen de potássio e aqueça em uma panela até uma temperatura de cerca de 65 graus. A mistura deve assumir uma forma entre o líquido e o pastoso. Utilize um pano macio e despeje a solução, colocando-a no forno a 300 graus até que ela seque completamente. Depois, deixe sob água fria de 20 a 30 segundos e repita todo o processo mais algumas vezes, deixando pendurado no varal por 48 horas.

Parece complicado né? Realmente é, mas segundo o veículo e também o Yahoo, é uma solução garantida para criação de uma espécie de flanela mágica que remove boa parte dos riscos do aparelho. O trabalho parece valer a pena, então.

Produtos para polir joias e carros

Essa é mais uma alternativa do tipo “use por sua conta e risco”. Produtos para polir carros e joias podem parecer uma boa alternativa para remover riscos da tela dos smartphones, mas também são altamente abrasivos e podem acabar removendo as proteções do display, deixando-os ainda mais sujeitos a riscos futuros.

O procedimento é basicamente o mesmo de todas as outras dicas: utilize um pano bem macio e pouca quantidade de produto. Passe em movimentos circulares e com bastante gentileza, gerando resultados que podem ser observados imediatamente.

Para quem usa películas protetoras, pode até ser uma boa opção. Em nossos testes, os produtos efetivamente removeram os riscos mais leves, mas a proteção, é claro, impediu que o polimento atingisse a própria tela. Sendo assim, ficam dúvidas sobre a eficácia real do método.

Dica extra: cuidado com o pano

Limpando o gabinete 2

Mesmo escolhendo um pano bem macio para o trabalho, é legal dar uma olhada nele antes do uso. Poeira, pedrinhas ou qualquer outro tipo de partículas podem estar presas nele e acabar piorando ainda mais as coisas, riscando seu display ao mesmo tempo em que você tenta utilizar um método destes para remoção de arranhões.

Evite panos que você também usa para limpeza doméstica e prefira adquirir uma flanela específica para uso em seus eletrônicos, guardando-a em um lugar livre de poeira. As dicas deste texto podem funcionar também para outros aparelhos, com basicamente os mesmos riscos e benefícios.

Fonte: Mashable