iPhones podem ficar ainda mais caros após acordo da Apple com a Qualcomm

Por Se Hyeon Oh | 24 de Abril de 2019 às 08h48
Divulgação
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

Na semana passada, a Apple e a Qualcomm finalmente fizeram as pazes e encerraram uma longa disputa judicial. Porém, parece que o acordo estabelecido entre as empresas pode acabar deixando marcas nos nossos bolsos, já que, de acordo com o Wccftech, os novos iPhones podem ficar até US$ 9 (aproximadamente R$ 35,30 em conversão direta) mais caros.

Vendo que o mercado de smartphones está migrando rapidamente para a tecnologia de conexão 5G, a empresa de Cupertino não teve muita alternativa senão aceitar os termos da Qualcomm, visto que não haviam outras alternativas viáveis para substituir ela no mercado. Vale lembrar que a Intel, parceira da Apple desde o iPhone 7, desistiu de fabricar modems 5G. A Samsung, por outro lado, usará os seus modems apenas para os seus próprios dispositivos, enquanto a Huawei está impossibilitada de vender produtos para vários países.

Assim como foi relatado anteriormente, com esse acordo a Apple agora precisa pagar à fabricante de chips um valor próximo de US$ 9 por cada iPhone vendido como parte do licenciamento dos modems; juntando isso ao fato de que Ming-Chi Kuo, da TF international, está prevendo que a companhia irá despachar cerca de 75 milhões de iPhones para o varejo em 2020, pode-se chegar à conclusão de que a Qualcomm conseguirá obter um lucro excepcional.

Considerando que a Maçã estava esperando por um acordo que firmasse um valor de US$ 4 a US$ 5 por iPhone vendido, o Wccftech acredita que o custo dessa operação será repassado aos consumidores finais.

Apesar de ser uma notícia um tanto quanto ruim para nós, resta esperarmos para ver se o preço final dos iPhones ficará mais caros de fato, já que as informações não são conclusivas e, por enquanto, indicam apenas uma possibilidade.

Fonte: Wccftech

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.